Estreia do novo James Bond é adiada por temores do coronavírus

Estreia do novo James Bond é adiada por temores do coronavírus

"007 - Sem Tempo Para Morrer" será lançado em novembro no Reino Unido e Estados Unidos

AFP

Este será o último filme do ator Daniel Craig na pele do agente secreto

publicidade

A estreia mundial da próxima saga de James Bond, "007 - Sem tempo para morrer", foi adiada de abril a novembro, anunciaram seus produtores nesta quarta-feira, em um contexto de crescente medo do novo surto de coronavírus.

O filme será lançado no Reino Unido em 12 de novembro e nos Estados Unidos em 25 de novembro, com datas para o resto do mundo ainda a serem confirmadas, anunciaram no Twitter.

"A MGM, Universal e os produtores Michael G. Wilson e Barbara Broccoli anunciaram hoje que, após cuidadosa consideração e avaliação do mercado mundial de filmes, o lançamento de "No Time to Die" será adiada para novembro de 2020", anunciou a conta oficial do Twitter de 007.

Grupos de fãs do famoso espião a serviço de sua majestade haviam lançado no dia anterior pedidos para adiar a estreia nos cinemas, cada vez menos frequentados devido aos temores da epidemia de COVID-19.

Desde o seu surgimento no final do ano, o vírus já infectou mais de 93 mil pessoas em todo o mundo e matou mais de 3, 2 mil, principalmente na China, e muitos países agora lutam para conter sua propagação. Alguns começaram a cancelar eventos como partidas de futebol, carnavais, shows e reuniões comerciais, como o Salão Internacional do Automóvel de Genebra.

"007 - Sem tempo para morrer", o 25º episódio da saga, tira Bond de sua aposentadoria na Jamaica, a pedido de seu velho amigo e agente da CIA Felix Leiter. Este deve ser o último filme do ator Daniel Craig na pele do agente secreto, depois de ter estrelado os quatro filmes anteriores. 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895