Eternizada na voz de Mercedes Sosa, Bibiana Dulce e Antonio Flores revisitam “Alfonsina y El Mar”

Eternizada na voz de Mercedes Sosa, Bibiana Dulce e Antonio Flores revisitam “Alfonsina y El Mar”

A partir das 20h, também será lançado o clipe, dirigido por Rafael Vebber, no canal da Bibi Jazz Band no YouTube

Arte & Agenda

A cantora e intérprete uruguaia Bibiana Dulce e o violonista e guitarrista Antonio Flores lançam nova interpretação para clássico do cancioneiro argentino.

publicidade

A cantora e intérprete uruguaia Bibiana Dulce e o violonista e guitarrista Antonio Flores lançam, em todas as plataformas digitais, o single “Alfonsina y El Mar”. A partir das 20h, também será lançado o clipe, dirigido por Rafael Vebber, no canal da Bibi Jazz Band no YouTube. 

A força lírica da poeta Alfonsina Storni (Sala Capriasca, Suíça 29 de maio de 1892 — Mar del Plata, Argentina, 25 de outubro de 1938), foi celebrada pelo canto de Mercedes Sosa (1935 – 2009) nesta canção, parceria do pianista Ariel Ramirez (1921 – 2010) com o historiador Felix Luna (1925 – 2009), na qual a cantora e os compositores argentinos dramatizam a morte escolhida da poetisa. Alfonsina tinha apenas 46 anos quando escreveu – em um momento de solidão amorosa e de agonia causada por um câncer de mama – o poema "Voy a Dormir" e se jogou nas águas de Mar del Plata.

Após 52 anos de sua composição, “Alfonsina y El Mar” ainda é uma referência no cancioneiro popular. "Nem todas as canções têm a força e a veracidade que contém esta história. A vida de Alfonsina foi marcada por diversas dificuldades, antes mesmo do seu nascimento, e nos mostra, mais uma vez, como a estrutura patriarcal pode oprimir a vida artística e pessoal de uma mulher", destaca Bibiana.

 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895