Exposição no Margs aborda dura realidade de famílias em Angola
capa

Exposição no Margs aborda dura realidade de famílias em Angola

"Filhas da Terra" tem abertura nesta terça-feira e segue na Capital até 30 de setembro

Por
Correio do Povo

"Filhas da Terra" é resultado de quatro anos de trabalho na Angola

publicidade

A exposição “Filhas da Terra”, com abertura nesta terça-feira, no Café do Margs (Praça da Alfândega, s/n°), traz registros feitos pela enfermeira Eliana da Silva ao longo de quatro anos nos quais morou em Angola. Boa parte das imagens são de mulheres e seus filhos na vida cotidiana. 

Segundo Eliana, ela transformou cada viagem a trabalho em uma oportunidade de captar momentos que, por si, falam muito mais que as próprias palavras poderiam expressar. “As melhores fotos não foram planejadas, é por isto que algumas não são perfeitas, mas mostram muito”, comenta.

A enfermeira relata que passou por diversos cenários, com natureza exuberante, e percebeu um país que estava se reconstruindo de uma longa guerra civil. "Em meio a tudo isso, percebi as 'Filhas da Terra', a força dessas mulheres e seus filhos, sua garra e dignidade em realizar suas tarefas diárias, de um dia a dia duro, sem esquecer de suas crianças”, completa.

Esta é a segunda mostra selecionada do 1° Concurso de Fotografias da Associação dos Amigos do Margs. A visitação segue até 30 de setembro, de terças a domingos, das 10h às 19h.