Exposição promove intercâmbio cultural entre Brasil e França
capa

Exposição promove intercâmbio cultural entre Brasil e França

Mostra acontece na Universidade Feevale até dia 8 de novembro, em Novo Hamburgo

Por
Correio do Povo

Mostra acontece na Universidade Feevale até dia 8 de novembro, em Novo Hamburgo

publicidade

Com o propósito de promover um intercâmbio cultural entre artistas brasileiros e franceses que trabalham com pesquisa nas diferentes linguagens da gravura, a exposição "Sincronias Invisíveis" propõe a exibição de seus trabalhos em exposições paralelas na França e no Brasil. Na França, a exposição já está aberta e permanecerá até 28 de setembro, na Fundação Taylor, em Paris. Já no Brasil, a mostra acontecerá em dois espaços: na Pinacoteca Feevale, entre os dias 25 de setembro e 8 de novembro; e no Espaço Cultural Feevale, no 4º andar do Teatro Feevale, entre os dias 30 de setembro e 8 de novembro. Ambos os espaços localizados no bairro Hamburgo Velho, em Novo Hamburgo.

A proposta inicial da mostra é que cada participante recebesse uma obra original do trabalho de outro artista e a utilizasse como ponto de partida para a produção de uma nova gravura. Essa iniciativa permitiu que os participantes trabalhassem em um cenário que criou uma dinâmica, em que o movimento de uma peça a modifica, mantendo a visibilidade do todo.

A exibição é composta por trabalhos dos artistas brasileiros: Nara Amélia Melo da Silva, Clara Bohrer, Antonio Augusto Bueno, Marinès Busetti, CAVA (Wilson Cavalcanti), Alexandra Eckert, Helena Kanaan, Jander Rama, Marcia Rosa, Maristela Salvatori, Arlete Santarosa, Fernanda Soares, Claudia Sperb, Bruno Tamboreno, Vera Maria Wild Leitão; e  dos artistas franceses: Dominique Aliadière, Christophe Annot, Michele Atman, Isabelle Beraut, Rosa Burdeos, Sophie Domont, Joelle Dumont, Eric Fourmestraux, Christine Gendre-Bergere, Brigitte Kernaleguen, Ximena Leon de Lucero, Julien Melique, Dominique Moindraut, Isabel Mouttet,, Pascale Simonet.