Exposição sobre a beleza nos defeitos entra em cartaz no Museu do Trabalho
capa

Exposição sobre a beleza nos defeitos entra em cartaz no Museu do Trabalho

"Faltava-lhe apenas um defeito para ser perfeita" reúne artistas do Brasil, do Chile, da Turquia e da França

Por
Correio do Povo

Mostra fica em cartaz de 17 de julho a 1 de setembro

publicidade

A nova exposição do Museu do Trabalho (rua dos Andradas, 230), em Porto Alegre, irá abordar a beleza nos defeitos. "Faltava-lhe apenas um defeito para ser perfeita" será inaugurada na próxima quarta-feira, às 19h. Com entrada gratuita, a mostra fica em cartaz de terças a domingos, das 13h30min às 18h30min, até 1 de setembro. 

"Faltava-lhe apenas um defeito para ser perfeita", frase do dramaturgo Karl Krauss, norteia essa exposição sobre a sombra da beleza. Diante disso, as pulsões que movem as obras são a vertigem, a disposição de questionar tabus do corpo, de ironizar e proclamar a necessidade das utopias, de brincar com a dor e refletir sobre os arranjos das relações afetivas nos objetos banais. Além disso, duas forças reincidentes permeiam a exposição: a expansão e a concentração.

Um exemplo explícito da expansão é a obra de Anne-Valérie Gasc, “Crash Box – Macon”, que registra, em um ilinx fulguroso, os instantes que antecedem a explosão que causará o desmoronamento de um prédio. Já a concentração é representada em “Agulhas por um fio”, de Roseli Nery, que unifica milhares de agulhas evocando crenças animistas, retratando o misterioso processo de transformar uma coisa em um ser. 

Com curadoria do duo Ío, a mostra reúne obras de artistas de diversas partes do Brasil e de outros três países: Andressa Cantergiani (RS – Brasil), Anne-Valérie Gasc (França), Burcu Yağcıoğlu (Turquia), Gabriela Mureb (RJ – Brasil), Jéssica Becker (RS – Brasil), Letícia Lopes (RS – Brasil), Mariah Philippe (SC – Brasil), Raquel Nava & Mayra Miranda (DF – Brasil), Roseli Nery (RS – Brasil), Soledad Pinto (Chile).