Fãs de Britney Spears fazem protesto contra internação da cantora

Fãs de Britney Spears fazem protesto contra internação da cantora

Grupo alega que artista está em clínica contra sua vontade

AE

Britney anunciou em março que estava tirando um tempo para cuidar de si

publicidade

Fãs de Britney Spears se reuniram em frente à prefeitura de Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos, na tarde dessa segunda-feira em um protesto contra a internação da cantora norte-americana em uma clínica psiquiátrica. Com mensagens com as frases "Britney livre" e "Salve Britney", o grupo alega que a artista foi internada contra a sua vontade pelo pai e por advogados, graças a uma tutela sob a qual ela é mantida desde 2008.

Em março, Britney revelou em seu Instagram que se internaria em uma clínica psiquiátrica para lidar com o estresse causado por problemas de saúde do pai, Jamie Spears, que estaria em estado grave. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

I don’t even know where to start with this, because this is so tough for me to say. I will not be performing my new show Domination. I’ve been looking forward to this show and seeing all of you this year, so doing this breaks my heart. However, it’s important to always put your family first… and that’s the decision I had to make. A couple of months ago, my father was hospitalized and almost died. We’re all so grateful that he came out of it alive, but he still has a long road ahead of him. I had to make the difficult decision to put my full focus and energy on my family at this time. I hope you all can understand. More information on ticket refunds is available on britneyspears.com. I appreciate your prayers and support for my family during this time. Thank you, and love you all… always.

Uma publicação compartilhada por Britney Spears (@britneyspears) em

Nas redes sociais, fãs começaram a suspeitar sobre a data e o motivo da internação da popstar quando o podcast Britney Gram confirmou por meio de uma fonte anônima que ela estaria internada desde janeiro. De acordo com as apresentadoras, que alegam ter entrado em contato com o time de advogados da cantora para confirmar a veracidade das informações, ela estaria se recusando a tomar remédios para controlar sua bipolaridade.

Após dias de especulação, a mãe de Britney tem ajudado a aguçar a suspeita dos fãs. Através de suas redes sociais, Lynne Spears tem curtido vários comentários sugerindo que a filha estaria presa contra a sua vontade - e que a decisão teria partido do próprio pai da cantora.

Na noite desta segunda-feira, a irmã caçula de Britney, Jamie Lynn Spears, escreveu no Twitter sobre a situação: "Eu estive aqui antes de todos e continuarei até o final. Eu amo minha irmã com tudo que eu tenho. Qualquer pessoa que disser o contrário pode cair fora com esses comentários sobre o que vocês não entendem". 


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895