Fantaspoa 2021 divulga os seus premiados

Fantaspoa 2021 divulga os seus premiados

Parte da programação ganha prorrogação até dia 25 de abril

Cena do filme 'Jumbo', de Zoé Wittock

publicidade

A 17ª edição do Fantaspoa, que se encerrou oficialmente no domingo passado, bateu o seu recorde de público espectador. O evento anunciou os vencedores deste ano, que concorreram em quatro categorias: Competição Ibero-Americana, Competição Internacional, Competição de Curtas-Metragens e Júri Popular. 
Na categoria Ibero-Americana, o ganhador do Melhor Filme foi “História do Oculto”, de Cristian Ponce; e Melhor Direção foi para Rodrigo Aragão, de “O Cemitério das Almas Perdidas”.
Na categoria Melhor Filme da Competição Internacional, o eleito foi “Jumbo”, de Zoé Wittock. A narrativa, que mescla drama e romance, acompanha uma jovem tímida que se apaixona por um brinquedo de um parque de diversões. O prêmio de Melhor Direção nesta categoria foi para Junta Yamaguchi, de “Dois Minutos Além do Infinito”.
A premiação na categoria de Curtas Prêmio da Crítica Associação de Críticos de Cinema do RS (ACCIRS) elegeu “A Barca”, de Nilton Resende (Nacional), “Figurant”, de Jan Vejnar (Internacional live-action), e “Genius Loci”, de Adrien Mérigeau (Internacional animação).
Na categoria Júri Popular, os eleitos foram os seguintes: “AzulScuro”, de Evandro Caixeta e João Gilberto como Melhor Curta-Metragem Nacional; “Moment”, de Geoffrey Uloth, como Melhor Curta-Metragem Internacional em Live-Action; “Un Couer d’Or”, de Simon Filliot, de Melhor Curta-Metragem Internacional de Animação; e “Dois Minutos Além do Infinito”, de Junta Yamaguchi, como Melhor Longa-Metragem. A lista completa dos premiados pode ser vista no site www.fantaspoa.com.
O Fantaspoa 2021 totalizou mais de 80 mil espectadores, sendo 58 mil visualizações de filmes e 22 mil nas atividades paralelas do evento, reforçando o festival como um importante formador de plateia e de novos talentos, ao passo que suas 14 atividades de formação tem o objetivo de capacitar e estimular a produção fílmica no Brasil. Esse número representa um aumento de 20% em relação ao público da edição passada.

Considerando a alta procura do público, o evento continuará exibindo 90 curtas selecionados e dois longas-metragens (os brasileiros “Entrei em Pânico ao Saber o que Vocês Fizeram na Sexta-Feira 13 do Verão Passado”, de Felipe M. Guerra, e “A Nau dos Loucos: Mergulho e Decolagem de Pazucus”, de Gurcius Gewdner) até o dia 25 de abril na plataforma Wurlak.

Confira abaixo a lista dos premiados da 17ª edição do Fantaspoa:

Competição de Curtas-Metragens

Prêmio da Crítica ACCIRS - Associação de Críticos de Cinema do RS

(Jurados: André Kleinert, Caroline Zatt e Daniela Strack)

Melhor Curta-Metragem Nacional: A Barca, de Nilton Resende

Melhor Curta-Metragem Internacional em Live-Action: Figurant, de Jan Vejnar

Melhor Curta-Metragem Internacional de  Animação: Genius Loci, de Adrien Mérigeau

 

Competição Ibero-Americana

(Jurados: Domício Grillo, Márcia Deretti e Marina Kerber)

Melhor Ator: Pepe Soriano (Noturna - A Noite do Velho Homem)

Melhor Atriz: Marilú Marini (Noturna - A Noite do Velho Homem)

Melhor Roteiro: Cristian Ponce (História do Oculto)

Melhor Direção: Rodrigo Aragão (O Cemitério das Almas Perdidas)

Melhor Filme: História do Oculto, de Cristian Ponce

Menção Honrosa: “Os Que Voltam”, de Laura Casabe. Pela forma com que retrata as protagonistas e temas do universo feminino no cinema fantástico e pela construção estética das imagens.

 

Competição Internacional

(Jurados: Beatriz Saldanha, Fernando Sanches e Renné França)

Melhor Ator: Numan Acar (Nas Sombras)

Melhor Atriz: Najarra Townsend (A Cabeleireira)

Melhores Efeitos Especiais: Christopher Alender e Nick Lively (Ritos Ancestrais)

Melhor Direção de Arte: Alessandro Marvelli (Este Jogo Se Chama Assassinato)

Melhor Roteiro: Roberto De Feo, Lucio Besana e Margherita Ferri (O Ninho)

Melhor Direção: Junta Yamaguchi (Dois Minutos Além do Infinito)

Melhor Filme: Jumbo, de Zoé Wittock

Menção Honrosa:

“Cisto”, de Tyler Russel: Melhor Banho de Pus.

“Benny Loves You”, de Karl Holt: Melhor Massacre.

“Dancing Mary”, de SABU: Pelo uso da fotografia como função narrativa.

 

Júri Popular

Jurados de Curtas-Metragens: André Assis, Bruna Altafini e Rayane Martins

Jurados de Longas-Metragens: Brenda Noato, Carolina Moreira e Eduardo Lenhardt

Melhor Curta-Metragem Nacional: AzulScuro, de Evandro Caixeta e João Gilberto

Melhor Curta-Metragem Internacional em Live-Action: Moment, de Geoffrey Uloth

Melhor Curta-Metragem Internacional de  Animação: Un Couer d’Or, de Simon Filliot

Melhor Longa-Metragem: Dois Minutos Além do Infinito, de Junta Yamaguchi


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895