Feira do Livro tem mais de 440 mil visualizações

Feira do Livro tem mais de 440 mil visualizações

Primeira edição totalmente digital do evento literário teve cerca de 60 mil usuários conectados em 15 dias de Feira até a noite de sexta, 13

Mesa com Lya Luft e Drauzio Varela durante a semana teve grande participação de público

publicidade

A pandemia da Covid-19 fez com que a maioria dos eventos culturais passassem a ser digitais neste 2020. Com a 66ª Feira do Livro de Porto Alegre não foi diferente. Esta reinvenção do evento, iniciado no dia 30 de outubro e que segue até este domingo, tem como slogan "Janelas Abertas Para a Praça", se referindo à Praça da Alfândega e com janelas nas telas que transmitem as mesas direto da Fábrica do Futuro e as janelas dos usuários. A Câmara Rio-Grandense do Livro divulgou no início da tarde de hoje os números de participação digital da Feira nos primeiros 15 dias. 

Em relação à plataforma www.feiradolivropoa.com.br, a visitação na Feira Digital teve 59.173 usuários difrentes visitaram a página e acompanharam as mesas e atrações, 334.821 visualizações de página. Como as atrações da Feira também foram exibidas pelo Facebook e YouTube, os números totais de visualizações chegam 440.461 visualizações, somando os 46,3 mil views no YouTube e 59.340 visualizações no Facebook.

Neste sábado, a grande atração será às 15h30min, com a mesa “A ficção que nasce da história de pessoas e de lugares”, que apresenta o escritor espanhol Javier Moro, seis anos depois da primeira aparição no evento. Com participação dos escritores Alexandra Lopes da Cunha e Gustavo Melo Czekster, Moro fala da realidade como tema principal de livros como “O Império é Você” (Dom Pedro I), “Caminhos de Liberdade” (Chico Mendes) e “Paixão Índia” (Anita Delgado). Transmissão pelo feiradolivropoa.com.br. 

O domingo será de conferir as últimas atrações da Feira. Às 17h, será realizado XXIII Ciclo da Revista de Psicanálise da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre. Com o tema “Psicanálise e Ecologia: O Humano e sua Natureza”, a mesa contempla um dos eixos temáticos da Feira do Livro este ano: a ecologia. A proposição é de uma mesa na modalidade de Sarau, com debate de ideias sobre a natureza do ser humano em sua relação com o meio ambiente no qual está inserido. A coordenação é de Sérgio Lewkowicz (psicanalista SPPA) e os convidados são Ailton Krenak (ambientalista, líder indígena e escritor), Denise Bystronski (psicanalista SPPA) e Thiago Ramil (músico e psicólogo). A transmissão será pelo link youtube.com/watch?v=CoSrpybZqrk&feature=youtu.be. Às 18h, o jornalista Ivanir José Bortot recebe Paulo Totti e Breno Saldanha Bortot, que realizou as pesquisas na Itália e traduziu documentos. Eles falam do livro de Ivanir Bortot, “Tutti Brasiliani”, lançado pela Editora LIbretos na Feira. Transmissão pelo youtube.com/watch?v=sjAKvKMsDMo. Às 18h, a mesa “As transformações de um país atolado de passado”, traz a jornalista Eliane Brum (foto) falando sobre o livro “Brasil, construtor de ruínas” (Arquipélago, 2019) e a reunião de artigos e reportagens sobre Amazônia, continuidade e ruptura no país das últimas décadas. A mediação será do jornalista Deivison Campos. Transmissão pela plataforma oficial da Feira do Livro pelo www.feiradolivropoa.com.br. 

 




publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895