Lançamentos literários tem conversa com editores e recital

Lançamentos literários tem conversa com editores e recital

Sala de Música do Multipalco TSP será palco hoje de uma noite repleta de poesia, música e boa conversa

Correio do Povo

"Três metades de mim" de Ayalla de Aguiar, "Soterrados" e "Um país além dos mapas", de Martim César ganham sessões de autógrafos, seguidas de conversa com os autores e leitura dos textos. Evento contará com recital do grupo Náufragos Urbanos, que lança seu segundo CD, "Relógios de Areia, com a participação especial de Maurício Barcellos.

publicidade

A Ardotempo, editora capitaneada pelo escritor e artista plástico Alfredo Aquino, promove uma noite repleta de poesia, música e boa conversa, nesta quinta-feira, a partir das 18h, na Sala da Música do Multipalco do Theatro São Pedro (Riachuelo, 1089). Para o acesso ao local é imprescindível a apresentação do comprovante de vacinação e o uso de máscara em tempo integral. O  público será limitado a 75 pessoas.

A programação inclui o lançamento dos livros "Três metades de mim", com 112 páginas, de Ayalla de Aguiar; "Soterrados", com 64 páginas, de Martim César e "Um país além dos mapas", com 224 páginas, também de Martim César. Após os autógrafos, os autores participam de uma conversa e leitura de poemas e textos. Está previsto, ainda o recital de música do grupo Náufragos Urbanos, que lança seu segundo CD, "Relógios de Areia, com a participação especial de Maurício Barcellos.

"Relógios de areia (R$35) é o segundo CD do grupo Náufragos Urbanos, que, cada vez mais, domina as rotas de navegar através da MPB de raiz nacional, sem deixar de sentir o sabor regional do sul do Brasil. Neste novo trabalho, que dá continuidade ao primeiro CD "Cartas de marear", é feita a fusão das poesias do poeta Martim César, com os arranjos e melodias do músico, compositor e intérprete Ricardo Fragoso, ao violão, e com a voz de Rô Bjerk. Sambinhas, valsinhas, toadas, bossas e baladas com temperos que vão desde os cais de Lupicínio Rodrigues e Avendano Junior - o mestre do choro pelotense - até as praias de Bob Marley e Sílvio Caldas. 
 

Sobre os autores: 

Ayalla de Aguiar nasceu em Lavras do Sul (RS), em 1934. Professora de francês, diplomada no Curso Superior de Estudos de Língua e Civilização Francesas pela Universidade de Nancy II/França, tem contos publicados em diversas antologias, como "Outras mulheres", organizada por Charles Kiefer e na revista Vox. Em 2015 recebeu o Prêmio Ages da Associação Gaúcha de Escritores, Categoria Narrativa Curta pelo livro "Água de Poço em Noite Fria de Lua Cheia". Como contista e poeta, não se omite e nem tergiversa, em "Três metades de mim" ela marca posição, diz logo a que veio, não hesita em revelar-se, ousa e impõe-se, não fica em cima do muro: derruba-os. Sabe que a literatura não é mesmo para os fracos.

Nascido em Jaguarão, na fronteira do RSl com o Uruguai, Martim César é escritor e compositor. Vencedor por duas vezes do prêmio Rua dos Cataventos da Sociedade Mario Quintana de Poesia; vencedor de diversos festivais de música do RS, como o Reponte (São Lourenço do Sul), o Martin Fierro (Santana do Livramento), o Laçador (Porto Alegre), o Cirio (Pelotas), além de festivais nacionais, como o Pampa e Cerrado (Brasília) e o Festival Nacional da Reforma Agrária; mais de 30 premiações paralelas, incluindo melhores poesia, letra e tema social em diversos festivais gaúchos e nacionais. Co-autor da peça "O engenhoso fidalgo Don Quijote de la Mancha" (adaptação da obra imortal de Miguel de Cervantes); autor de diversos  livros de poesia e contos, como "Poemas ameríndios", "Poemas do baú do tempo", "Sob a luz de velas", "Dez sonetos delirantes (e um Quixote sem cavalo)" e "Sangradouro".

 




publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895