Marô Barbieri é anunciada como patrona da Feira do Livro 2019
capa

Marô Barbieri é anunciada como patrona da Feira do Livro 2019

Evento tem como tema "Curiosidade é o que nos move"

Por
Luiz Gonzaga Lopes

Marô Barbieri foi anunciada como patrona da 65ª Feira do Livro de Porto Alegre

publicidade

Com o tema "Curiosidade é o que nos move", a organização da Feira do Livro de 2019 anunciou nesta quarta-feira a sua patrona. Trata-se de Marô Barbieri, a quarta mulher a ocupar o posto em sequência. Antes de Marô, estiveram à frente do evento Cíntia Moscovich, Valesca de Assis e Maria Carpi. O anúncio foi feito na Fábrica do Futuro, em Porto Alegre. 

"Sou professora, escritora de livros para jovens, mediadora de leitura e contadora de histórias. O professor e os contador de histórias são os primeiros mediadores de leitura, junto com os pais, que os pequenos leitores têm, pois eles fazem o conteúdo do livro chegar de uma forma agradável, lúdica, interpretativa. O Brasil é um dos melhores países do mundo em termos de literatura feita para jovens. Creio que meu trabalho na Feira será uma extensão do que já faço há décadas nestas funções que exerço", declarou Marô, logo após ser eleita patrona da Feira e receber a função da poeta Maria Carpi.    

A Feira do Livro de Porto Alegre chega, em 2019, à sua 65ª edição, ininterrupta, na Praça da Alfândega. A maior feira a céu aberto da América Latina teve a montagem iniciada na segunda-feira passada e será realizada entre os dias 1º e 17 de novembro. 

Conforme o presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro, Isatir Bottin Filho, a Feira terá algumas mudanças em relação à edição anterior. “Este ano não teremos uma área para praça de alimentação, em razão das obras do Centro Cultural da Caixa, na rua dos Andradas, que nos fez perder espaço de oito barracas. Os expositores daquela área serão realocados na avenida Sepúlveda. Teremos espaços para gastronomia, mas não em um único lugar”, afirma. 

Com 106 expositores – 86 na Área Geral, 13 na Área Infantil e Juvenil, e sete na Internacional em área total de 8 mil m2 e coberta de 5.400m2, a feira segue com o viés da diversidade e do aprofundamento. Conforme a coordenadora da área Geral e Adulta, Jussara Rodrigues, temas como direitos indígenas, liberdade, cidades, racismo, feminismo, e outros, estão na pauta. 

Entre os 150 autores nacionais, destaque para Maria José Silveira, Jarid Arraes, Paola Alexsandra e Eduardo Peninha Bueno. Dos internacionais, as argentinas Liliana Heer e Mariana Travacio são nomes fortes. A coordenadora da área Infantil e Juvenil, Sônia Zanchetta, lembra que os agendamentos já se iniciaram em agosto e que vários eventos de sua área têm continuidade a cada ano, como o 14º Mutação na Feira, 12º Seminário A Arte de Contar Histórias e o 4º Encontro de Influenciadores Literários e Seguidores.