Reflexões pós-pandemia norteiam "Arca da Desconstrução"

Reflexões pós-pandemia norteiam "Arca da Desconstrução"

Com organização de Liana Timm e Catia Simon, lançamento é hoje na Feira do Livro

Correio do Povo

Helena Terra é uma das participantes da coletânea

publicidade

A "Arca das Desconstrução" é um livro que surge impulsionado por dois  motivos:  prestar homenagem ‘in memorian’ à Tania Mara Galli Fonseca, falecida em 2020 e  que criou, o Território das Artes em 2008, o que se tornaria a coleção Arca. “O segundo motivo surge em meio às reviravoltas da natureza que nos comunica, em alto e bom tom, que temos de repensar nossa convivência com ela. A Terra está em estado de esgotamento e nos mostra essas evidências na forma de uma pandemia, colocando em xeque certezas, gritando a nossa vulnerabilidade. Nesse contexto, a Território das Artes reuniu um time de primeira grandeza, disposto a pensar e a criar para além das dicotomias e das hierarquias subjacentes. Esse foi o desafio, mas nunca o nosso limite”, reconhece a escritora e artista visual Liana Timm, que assina a organização, junto com Cátia Simon.

Para compor a obra foram convidados autores que representam diversas visões da literatura e da arte no Estado. Foram reunidos textos de Alexandre Brito, Cíntia Moscovich, Dani Langer, Dione Detanico, Helena Terra, Jane Tutilkian, José Eduardo Degrazia, Lenira Fleck, Luiz Paulo Faccioli, Maria Alice Bragança, Marisa Faermann Eizirik, Monique Revillion, Taisamim Ohnmacht, de Cátia Simon e Liana Timm. Com 142 páginas, a obra traz as reflexões pós-pandemia dos escritores e tem lançamento hoje, às 18h, na Feira do Livro de Porto Alegre. 




publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895