Jack Johnson arranca aplausos ensurdecedores no Gigantinho

Jack Johnson arranca aplausos ensurdecedores no Gigantinho

Cantor foi acompanhado pelo público de Porto Alegre em todas as canções

Leda Malysz / Correio do Povo

A satisfação de Johnson com o público foi evidente

publicidade

O pedido para que Jack Johnson retornasse ao palco do Gigantinho na noite desta quinta-feira, em Porto Alegre, foi ensurdecedor. O cantor voltou para o bis com as mãos nos ouvidos e sorriso aberto. Ele, seu violão, os chinelos de dedo e a canção "Do You Remember". Antes de finalizar a noite com "Better Together", pediu, em português, desculpas por não dominar a língua e declarou que o Brasil é, sem dúvida, o melhor lugar para tocar em todo o mundo.

A satisfação de Johnson com o público e do público com Johnson foi evidente. O cantor, que passou por Porto Alegre para fazer o antepenúltimo show de sua turnê no Brasil - o penúltimo é nesta sexta-feira em Florianópolis - não deixava de esconder a alegria com o acompanhamento entre aplausos, danças embaladas e letras inteiras cantadas em coro pela plateia, formada em sua maioria por jovens entre 20 e 35 anos.

Crédito: Bruno Alencastro Johnson, que está lançando o CD "To The Sea", subiu ao palco com "You an Your Heart", do novo álbum, lançado oficialmente em 2010, acompanhado por Adam Topol na bateria e percussão, Zach Gill no piano e teclado e Merlo Podlewski no baixo. Intercalando canções novas com hits como "Hope", "Go On" ou "Breakdown", foi acompanhado pela plateia do início ao fim.

Praticamente todas as músicas foram aplaudidas com entusiasmo a cada começo, e o embalo levando o corpo de um lado para outro evidenciava o clima de conforto e tranquilidade musical, tudo isso com imagens de ondas, água, recortes de passarinho ciscando na areia, um céu em início de noite, nuvens, árvores ou estrelas.

Gill dá uma canja de gaita nos momentos finais do show, em "Girlefriend", pouco antes de G. Love, músico que fez todas as apresentações de abertura da turnê, ser convidado a se deleitar com sua gaita de boca, momento em que parte de "Mas Que Nada", de Jorge Ben, foi lembrada.

Crédito: Cristiano Estrela Cantor foi acompanhado pelo público de Porto Alegre em todas as canções. | Crédito: Bruno Alencastro

Bookmark and Share

publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895