Jackie Chan oferece R$ 615 mil a quem desenvolver medicamento contra coronavírus
capa

Jackie Chan oferece R$ 615 mil a quem desenvolver medicamento contra coronavírus

Declaração foi dada em rede social após o ator ser alvo de críticas

Por
AE

Declaração foi dada em rede social após o ator ser alvo de críticas

publicidade

Jackie Chan foi criticado por muito falar e pouco agir em relação à epidemia do coronavírus que teve início na China, país de origem do ator. Agora, ele está oferecendo um milhão de yuans (moeda chinesa), o equivalente a R$ 615 mil na cotação atual, para qualquer pessoa ou instituição que desenvolva um medicamento eficaz contra a doença. A declaração foi feita na rede social chinesa Weibo no dia 4 de fevereiro, mas só repercutiu em poucos portais de notícias internacionais uma semana depois.

Segundo o Today Online, o artista havia recebido críticas há pouco tempo depois de dizer que acompanhava de perto o caso da epidemia e tinha confiança de que Wuhan e a China deveriam superá-la. No post, Jackie Chan disse estar emocionado com a bravura e determinação das pessoas na luta contra o coronavírus. "Superar a epidemia é inseparável do apoio da ciência e da tecnologia, acredito que muitas pessoas pensam o mesmo que eu. [...] Agora, tenho uma ideia 'ingênua'. Não importa qual indivíduo ou instituição tenha desenvolvido o medicamento eficaz, quero agradecer dando 1 milhão de yuans", escreveu ele.

Em seguida, Chan afirmou que não se trata de dinheiro e que não quer ver seus compatriotas morrendo, mas "ver nosso povo chinês ficar animado e avançar".