João Carlos Barroso morre aos 69 anos após luta contra o câncer
capa

João Carlos Barroso morre aos 69 anos após luta contra o câncer

Ator estrelou programas humorísticos incluindo "Os Trapalhões" e "Zorra Total"

Por
AE

João Carlos Barroso atuou em diversas novelas

publicidade

O ator João Carlos Barroso, de Roque Santeiro, Zorra Total e diversas outras produções da Globo, morreu nessa segunda-feira aos 69 anos, segundo informações divulgadas por amigos e família. Ele enfrentava um câncer. O último papel de Barroso na TV foi na novela Sol Nascente, entre 2016 e 2017, como o delegado Mesquita, mas ele também trabalhou em clássicos como Bem Amado e Estúpido Cupido, bem como em programas de humor, como os Trapalhões. 

Barroso estreou nas telas aos 11 anos, em 1961, no filme Pedro e Paula, uma produção argentina e brasileira, ao lado de Francisco Cuoco. Seu personagem mais popular foi o Toninho Jiló, de Roque Santeiro. Ainda na década de 1960, fez trabalhos para as TVs Tupi, Rio, Continental e Excelsior e no Grande Teatro Infantil. 

Em 1970, foi para a Globo, onde trabalhou até seu último papel. Uma de suas sobrinhas, Guiga, comentou no Instagram: "Obrigada pela sua generosidade de alma, pelos seus sorrisos largos, abraços e pelo seu imenso carinho! Tão carismático mas tão tímido, tinha vergonha de andar por aí pois toda hora era parado por algum fã hahaha e ficava todo vermelho!" 

Colegas e amigos também lamentaram a morte nas redes sociais. O ator André Gonçalves postou uma foto do amigo, mandando seus sentimentos à família. O ator e diretor Mario Cesar Nogueira também se manifestou pelas redes. "Colega de profissão e de grandes lutas. Parceiro de futebol dos artistas inúmeras vezes, nos deixou. Que Deus o receba em seu reino de luz."