Maestro chinês e violoncelista alemão se apresentam na Ospa
capa

Maestro chinês e violoncelista alemão se apresentam na Ospa

Concerto é comandado por Wilson Ng e tem solo de Clemens Wiegel

Por
Correio do Povo

Concerto ocorre neste sábado na Casa da Ospa, junto ao Centro Administrativo

publicidade

A apresentação da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre será, neste sábado, às 17h, dentro da série Pablo Komlós, na Casa da Ospa (Borges de Medeiros, 1501). Para executar o repertório, com obras do compositor francês Camille Saint-Saëns (1835-1921) e do russo Sergei Rachmaninoff (1873-1943), o espetáculo contará com a batuta do chinês Wilson Ng e com a interpretação do solista alemão Clemens Wiegel (violoncelo). Ingressos podem ser adquiridos pela internet.

No “Concerto para Violoncelo N.1”, de Saint-Saëns, o violoncelo é explorado em todo seu potencial, com maestria e propriedade, sobretudo pela valorização da riqueza de seu registro grave médio. Quanto à forma, a grande particularidade da obra consiste no encadeamento de seus três movimentos em um só, para, juntos, se estruturarem como um allegro de sonata. Também de Saint-Saëns será executada “Danse Macabre”, um tributo para o poema de Henri Cazalis.

A música, composta em 1874, foi feita para uma orquestra inteira tocá-la, e é a mais famosa entre as representações musicais sobre a morte levando os espíritos para dançar na noite de Halloween. Para encerrar as “Danças Sinfônicas”, de Rachmaninov, concluídas em 1940, oferece um mergulho nas lembranças da antiga Rússia e um resumo da vida do compositor. A obra tem grande vitalidade rítmica e lirismo intenso.

Wilson Ng, nascido em Hong Kong, especializou-se como maestro, aprimorando as habilidades em regência na Universität der Künste Berlin e na Royal Conservatoire of Scotland. À frente de orquestras, foi premiado na Paris Svetlanov International Conducting Competition 2018, na Sir Georg Solti International Conductors' Competition 2017 e na James Conlon Conductor Prize 2016. Atualmente é maestro associado da Seoul Philharmonic Orchestra. Clemens Wiegel teve entre seus professores André Navarra e Walter Nothas. Desde 1993 é membro da “Staatstheater am Gartnerplatz” Orquestra de Munich. Além da carreira de solista, é membro do Quarteto Rodin.