Marcada para maio na Holanda, Eurovision é cancelada por pandemia

Marcada para maio na Holanda, Eurovision é cancelada por pandemia

Maior competição musical do planeta, com cerca de 150 milhões de telespectadores em cada edição, afirmou que saúde dos participantes está no centro da decisão

Correio do Povo

Última edição do Festival ocorreu em Israel

publicidade

A maior competição musical do planeta, com cerca de 150 milhões de telespectadores em cada ano, a Eurovision (Eurovisão), anunuciou nesta quarta-feira que a edição de 2020, que seria realizada na Holanda, em maio, não vai mais acontecer devido à crise mundial gerada pelo novo coronavírus. "É com profundo pesar que temos que anunciar o cancelamento", disse a organização do evento continental em nota. "A incerteza criada pela disseminação da Covid-19 em toda a Europa – e as restrições impostas pelos governos das emissoras participantes e pelas autoridades holandesas – significam que a União Europeia de Radiodifusão (UER) tomou a difícil decisão de não continuar com o evento ao vivo conforme planejado. A saúde de artistas, funcionários, fãs e visitantes, bem como a situação na Holanda, na Europa e no mundo, está no centro dessa decisão", diz o comunicado.

Sietse Bakker, produtor-executivo do evento, entende que muitas pessoas estão decepcionadas com a notícia, mas apontou que se trata de algo maior. "Para os artistas de 41 países participantes, nossos atos de abertura e intervalo que colocam seus corações e almas em sua performance. fãs que sempre nos apoiaram e mantiveram a confiança até o último momento. E, não menos importante, para a equipe fantástica, que trabalhou muito nos últimos meses para tornar esta 65ª edição um grande sucesso. Entendemos e compartilhamos essa decepção. É apropriado porque, ao mesmo tempo, também percebemos que essa decisão e suas consequências não se comparam aos desafios enfrentados pelas pessoas afetadas, direta ou indiretamente, pelo coronavírus e pelas medidas difíceis, mas necessárias" afirmou.

No texto, os organizador pedem "um pouco de paciência ao trabalharmos com as implicações dessa decisão sem precedentes e aguardamos pacientemente novas notícias nos próximos dias e semanas". "Durante esse período, gostaríamos de prestar homenagem a toda a equipe de radiodifusores anfitriões na Holanda e às nossas 41 emissoras de serviço público que trabalharam tanto para planejar o evento deste ano. Estamos todos de coração partido que o Eurovision Song Contest não poderá ser realizado em maio, mas temos certeza de que toda a família Eurovision, em todo o mundo, continuará a oferecer amor e apoio um ao outro neste momento difícil".

A competição

A Eurovision Song Contest começou na década de 1950 pela UER, na tentativa de retornar à normalidade após a destruição da Segunda Guerra Mundial. A esperança era que essa fosse uma maneira positiva de promover o orgulho nacional e a competição amistosa. A primeira competição na primavera de 1956 em Lugano, na Suíça. Embora apenas sete países tenham participado, isso levou a um dos programas de televisão mais antigos do mundo. 

Na disputa, cada país toca uma música na televisão ao vivo, seguida de votação. No que diz respeito às restrições, todos os vocais devem ser cantados ao vivo, as músicas não podem durar mais de três minutos, apenas seis pessoas são permitidas no palco e os animais vivos são proibidos. Depois de todas as apresentações, os espectadores nos países participantes podem votar em suas músicas favoritas por SMS, telefone e pelo aplicativo oficial. Até 20 votos podem ser colocados por cada pessoa, sem poder votar em seu próprio país.

As pontuações de cada nação são computadas para dar 12 pontos à entrada mais popular, 10 pontos à segunda mais popular e, em seguida, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto, respectivamente. Os números para ligar serão anunciados durante o show. Júris profissionais de cinco especialistas da indústria da música também representam 50% dos votos. Cada júri novamente atribui 12 pontos à entrada mais popular, 10 à segunda, depois 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto. Esses resultados são mesclados e o país com o maior número de pontos combinados vence. 

 

publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895