capa

Morre aos 95 anos a escritora britânica Judith Kerr

De acordo com sua editora, ilustradora morreu em casa

Por
AFP

Autora nasceu em Berlim e fugiu para Paris com a família durante ascensão nazista na Alemanha

publicidade

A escritora e ilustradora britânica Judith Kerr, autora do famoso livro infantil "Tigre que veio para o chá", que vendeu milhões de cópias em todo o mundo, morreu aos 95 anos, anunciou sua editora nesta quinta-feira. "Com grande tristeza, temos que anunciar a morte de nossa amada autora e ilustradora, Judith Kerr", anunciou a editora britânica Harper Collins no Twitter.
 

 


Nascida em Berlim em 1923, Kerr fugiu da Alemanha com sua família no início da década de 1930, depois que um policial avisou seu pai, o proeminente escritor judeu Alfred Kerr, de que eles estavam sob a ameaça sob o crescente poder nazista. Primeiro eles se refugiaram em Paris antes de se estabelecerem em Londres em 1936.

Autora de muitos clássicos da literatura infantil, como "Quando Hitler roubou o coelho cor de rosa" e "Mog o gato esquecido", Kerr morreu em casa na quarta-feira "depois de uma breve doença", informou sua editora. Kerr, uma das escritoras mais queridas da literatura infantil no Reino Unido, continuou trabalhando até os 90 anos e no ano passado disse em uma entrevista à AFP que acelerara o ritmo de seu trabalho na velhice, inspirando-se em eventos de sua longa vida.