Morre nos Estados Unidos o criador do logotipo "I love NY"
capa

Morre nos Estados Unidos o criador do logotipo "I love NY"

O designer gráfico norte-americano sofreu um derrame e insuficiência renal, no dia do seu aniversário de 91 anos

Por
AFP

Glaser também recriou o logotipo da editora DC Comics


publicidade

O designer gráfico norte-americano Milton Glaser, conhecido pelo célebre logotipo "I love NY", morreu nesta sexta-feira, aos 91 anos, no dia do seu aniversário, anunciou o jornal "New York Times". A morte de Glaser foi confirmada por sua mulher, Shirley, segundo a qual ele sofreu um derrame e insuficiência renal, informou o jornal.

Nascido em 26 de junho de 1929, na região do Bronx, em uma família judaica húngara, Glaser era conhecido por seu estilo retrô e alegre, que contribuiu para moldar a identidade visual da cultura popular americana nos anos 1960 e 1970.

Além do logotipo I love NY, com seu coração vermelho sobre fundo branco, cobiçado pelos visitantes da capital financeira do país, Glaser foi o autor, em 1967, do pôster promocional do best-of de Bob Dylan, que representava o perfil do cantor à sombra, com seus cabelos psicodélicos ao vento.

Glaser também recriou o logotipo da editora DC Comics e idealizou o da cervejaria Brooklyn Brewery, tão apreciado por hipsters de todo o mundo. Mais recentemente, concebeu o pôster da última temporada da série de TV "Mad Men".

"O que Milton Glaser deu a Nova York permanecerá por muito tempo após o seu desaparecimento. I love New York era um logotipo perfeito para a sua época e continua sendo hoje. Perdemos um designer brilhante e um grande nova-iorquino", lamentou na manhã deste sábado o governador do estado, Andrew Cuomo.

Um dos fundadores do estúdio Push Pin e da "New York Magazine", Glaser criou o logotipo I love NY nos anos 1970, por encomenda da cidade, cuja imagem e reputação haviam sido manchadas por problemas financeiros e a criminalidade.

A popularidade do logotipo "ultrapassou tanto as expectativas que não me considerava mais o seu criador. Mas não diminui em nada o prazer que sinto quando me dou conta de que fui eu", contou Blaser numa entrevista em 2018.


O designer recebeu das mãos do presidente Barack Obama a medalha americana das artes em 2009, primeiro profissional do seu ramo a receber a mais alta distinção do governo americano concedida aos artistas.