Morre o escritor e jornalista francês Gilles Lapouge, apaixonado pelo Brasil
capa

Morre o escritor e jornalista francês Gilles Lapouge, apaixonado pelo Brasil

Gilles Lapouge morreu nesta sexta-feira (31), aos 97 anos

Por
AFP

publicidade

O jornalista e escritor francês Gilles Lapouge, que era apaixonado pelo Brasil, morreu nesta sexta-feira (31) aos 97 anos em Paris, anunciou a editora Albin Michel.

"Ele morreu nesta manhã" em um hospital de Paris com pneumonia, disse o editora.

Nascido em 1923 em Digne (sudeste da França), Lapouge passou sua infância e juventude na Argélia. Em 1948, ele era repórter no jornal Alger-Républicain.

Em 1951, assumiu o cargo de jornalista econômico no jornal "O Estado de São Paulo". Três anos depois voltou a Paris, mas continuou colaborando com o jornal por várias décadas.

Autor de cerca de 25 livros, incluindo "Les folies Koenigsmark", um sucesso em 1989, e "Equinoxiales", um relato sobre sua jornada pelo nordeste brasileiro, recebeu vários prêmios por seu trabalho como escritor.

Lapouge também foi colaborador do Le Monde e Le Figaro.

O autor escreveu várias ficções e ensaios sobre o território brasileiro, incluindo "Dicionário dos Apaixonados pelo Brasil", em 2011.


Nesta sexta, a embaixada da França no Brasil homenageou em um tuíte a memória do "eterno apaixonado pelo Brasil".