Murilo Huff fala pela 1ª vez de música inédita deixada por Marília

Murilo Huff fala pela 1ª vez de música inédita deixada por Marília

Ex-namorado da sertaneja comentou participação da cantora em projeto do irmão dela, João Gustavo, que faz dupla com Dom Vittor

R7

Ex-namorado de Marília falou sobre canção inédita deixada pela cantora sertaneja

publicidade

Murilo Huff falou pela primeira vez sobre a música inédita deixada por Marília Mendonça com o irmão, João Gustavo, que faz dupla com Dom Vittor. Por meio das redes sociais, na tarde desta terça-feira (30), o ex-namorado da artista convidou os fãs a acompanhar o lançamento, na sexta-feira (3), nas plataformas digitais. A cantora morreu no dia 5 de novembro após a queda do avião em que estava, na serra de Caratinga, em Minas Gerais.

"Estou passando para avisar vocês também que sexta-feira vai ter também um lançamento muito especial. De uma música muito especial dos meus irmãos da dupla Dom Vittor e Gustavo, com a participação da Marília. Vou deixar o link aqui. Anotem esses nomes. Que Deus abençoe. Beijo e muito sucesso", disse o sertanejo. 

Marília Mendonça deixou uma música inédita gravada com o irmão e Dom Vittor. A novidade foi confirmada por Gustavo, no último dia 23 de novembro, por meio de publicação nas redes sociais. Calculista, como foi intitulada a canção, chega às plataformas de streaming no dia 3 de dezembro.

Os cantores, por meio do perfil oficial no Instagram, também compartilharam um vídeo com alguns símbolos matemáticos. "A gente ainda tem muita coisa boa para falar. Nós só estamos calculando como contar isso para vocês", brincou Dom, em referência à letra do novo trabalho.

A morte de Marília Mendonça pegou todos de surpresa e provocou uma onda de comoção em todo o Brasil. A cantora, que nos últimos anos se transformara no maior fenômeno do sertanejo e colocara as mulheres na condição de protagonistas do gênero musical, morreu aos 26 anos, na sexta-feira (5), após a queda do avião em que estava, na serra de Caratinga, em Minas Gerais.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895