"Não se calem", diz Paolla Oliveira ao registrar ocorrência após vídeo de sexo

"Não se calem", diz Paolla Oliveira ao registrar ocorrência após vídeo de sexo

Atriz ressalta que não é ela que aparece em conteúdo explícito

AE

Paolla afirmou que ficou surpresa quando vídeo atribuído a ela estava circulando pelas redes

publicidade

Paolla Oliveira esteve, na segunda-feira, na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, no Rio de Janeiro, para oficializar queixa contra internautas que propagaram um vídeo de sexo atribuído a ela. No início de julho, Paolla Oliveira se apressou em declarar que ela não é a pessoa que aparece nas imagens que viralizaram.

"Me deparei com uma mentira circulando sobre mim. Supostamente eu estaria em um vídeo onde claramente não sou eu. Em dois minutos de pesquisa, qualquer pessoa que teve acesso a isso descobriria que não existe isso de supostamente. Não sou eu", afirmou a atriz na ocasião.

O advogado Ricardo Brajterman disse que espera que as autoridades tomem as medidas cabíveis. Paolla não quis falar na saída da delegacia, mas fez um texto no perfil oficial dela no Instagram para incentivar outras vítimas a denunciarem o crime. "Estive na delegacia para cumprir um dever cívico, não só por mim, mas também por todas as mulheres que, diferente do meu caso, realmente tiveram sua intimidade exposta", afirmou.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Estive hoje na delegacia para cumprir um dever cívico, não só por mim, mas também por todas as mulheres que, diferente do meu caso, realmente tiveram sua intimidade exposta... Tomei conhecimento de que assim como eu, dezenas de pessoas procuram a delegia de crimes virtuais todos os dias, em sua grande maioria são mulheres que sofreram ofensas e ameaças de todos os tipos. NÃO SE CALEM. DENUNCIEM!!! Maior do que a vergonha de se ver exposta é a importância de não deixar esses crimes impunes. MENINAS, MULHERES, PESSOAS DE TODOS OS TIPOS, PROTEJAM-SE. Infelizmente, na era digital um simples celular acaba com a intimidade de pessoas públicas e anônimas. Foi muito VIOLENTO mesmo NÃO SENDO EU naquele vídeo, fico imaginando a dor de quem é realmente vítima de pornografia de vingança ou qualquer tipo de exposição da sua intimidade. A INTERNET NÃO SE APAGA. Cuidem-se. Nossa privacidade é um bem muito valioso pra entregar nas mãos de outras pessoas. Deixo aqui meu agradecimento especial a DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes da Internet). . . Ilustração: @deboraislas

Uma publicação compartilhada por Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) em

A atriz conta que ficou sabendo que dezenas de pessoas procuram a delegacia de crimes virtuais todos os dias e que, na maioria das vezes, a mulher sofreu mais ofensas e ameaças. "Não se calem. Denunciem! Maior do que a vergonha de se ver exposta é a importância de não deixar esses crimes impunes. Meninas, mulheres, pessoas de todos os tipos, protejam-se", alertou Paolla.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895