"Nada a Perder 2" estreia hoje nos cinemas
capa

"Nada a Perder 2" estreia hoje nos cinemas

Sequencia da produção nacional mais vista conta trajetória de Edir Macedo

Por
Correio do Povo

Longa poderá ser conferido em 800 salas de cinema do país

publicidade

A partir desta quinta-feira, o público pode conferir, em 800 salas do circuito nacional, “Nada a Perder 2” (horários no Roteiro de Cinema). O filme é uma sequência de “Nada a Perder”, que conta a trajetória de Edir Macedo e já levou mais de 12 milhões aos cinemas, estando agora disponível no streaming da Netflix. A continuação da produção mais vista do cinema nacional conta a história do bispo Macedo depois da libertação da cadeia e traz à luz a perseguição sofrida pelo líder e por fiéis da Igreja Universal.

A produção anterior termina com Edir Macedo (vivido pelo ator Petrônio Gontijo) dormindo ao lado de sua esposa, Ester Bezerra (Day Mesquita), na casa deles em Nova Iorque, quando recebe uma ligação de Paulo (o ator César Mello). “Desculpa ligar a essa hora, mas é muito urgente. A situação aqui está fora de controle, nosso povo está sendo agredido nas ruas, não sei onde isso vai parar. Bispo, a igreja pode acabar”, alerta. Imediatamente, Edir Macedo decide voltar para o Brasil. E aí surge a nova trama, que tem, novamente a direção de Alexandre Avancini, com produção da Paris Entretenimento e distribuição Paris Filmes/Downtown Filmes.

O longa-metragem, que tem duas horas de duração, conta a história do fundador da Igreja Universal a partir do dia em que saiu da prisão, em 1992, até a realização de um grande sonho: a inauguração do Templo de Salomão, em São Paulo, em 13 de julho de 2014. A atriz Beth Goulart interpreta novamente o papel de Dona Geninha, mãe de Edir. Ainda no elenco estão Leonardo Franco, Marcelo Airoldi e Dalton Vigh. “Nada a Perder 2” traz à tona os escândalos mais conhecidos envolvendo o nome do bispo Edir Macedo, mostrando reportagens bombásticas produzidas nos últimos 25 anos, que até hoje circulam na internet.

Superprodução para emocionar 
 

Com roteiro de Emílio Boechat, direção de fotografia de Pedro Cardillo, direção de Arte de Frederico Pinto e trilha sonora de Otávio de Moraes, o filme contou com várias locações. “É uma superprodução, acho que o público vai se emocionar com os percalços que o personagem enfrenta pra seguir atrás das suas convicções”, resumiu o diretor Alexandre Avancini.

A partir de um vídeo divulgado pela produção, foi revelada parte dos bastidores das filmagens realizadas na África e em Israel. “Um dos grandes desafios do projeto foi filmar diariamente com multidões”, contou o diretor, se referindo aos mais de seis mil figurantes reunidos no filme. Na última terça-feira foi realizada pré-estreia do filme para convidados, no Teatro Bradesco, em São Paulo. O evento, que contou com a presença de famosos, autoridades e artistas, teve lotação máxima em seus cerca de 1,5 mil lugares.

Para Petrônio Gontijo, protagonista do filme, presente ao evento, a sensação é de dever cumprido. Ao saber dos elogios por conta da atuação, modesto, afirmou ser “muito perfeccionista”. Petrônio revelou ter se emocionado e detalhou a experiência de ver filme junto com colegas de elenco e convidados. “Impagável. Nunca tive essa emoção, nunca assisti a algo meu em que esquecesse um pouco que sou eu que estou lá. O filme está tão bem amarrado, tão bem escrito que eu mergulhei, entrei e me emocionei com o filme, lembrando muito de passagens e bastidores”.