Produtora Ausgang libera seu acervo de filmes

Produtora Ausgang libera seu acervo de filmes

A produtora cinematográfica, localizada em Porto Alegre, disponibiliza gratuitamente seu catálogo através de seu canal no YouTube

Correio do Povo

Os atores Rafael Mentges e Anselmo Vasconcelos no filme ‘Desvios’.

publicidade

A produtora gaúcha Ausgang disponibilizou no YouTube seu catálogo de títulos, que inclui dois longas e três curtas-metragens. Entre os filmes estão os longas-metragens de gênero “Porto dos Mortos” (2010), de Davi de Oliveira Pinheiro, também diretor do curta on-line “Another Empty Space” (2015), e o inédito “Desvios” (2016), de Pedro Guindani. Os curtas “Endotermia” (2018) e “Sob Águas Claras e Inocentes” (2016), de Emiliano Cunha (“Raia 4”), completam a seleção de títulos da empresa sediada em Porto Alegre. O acesso aos filmes, disponíveis no canal youtube.com/ausgangbr, é mais uma alternativa cultural gratuita para o período de isolamento social.
Lançado em 2010, “Porto dos Mortos” mistura road movie, western e zumbis. Vencedor de 15 prêmios internacionais, participou de 85 festivais em mais de 20 países, entre eles o Festival de Cinema de Havana. Na trama, que se passa em um mundo pós-apocalíptico, um policial vingativo (Rafael Tombini) persegue um assassino serial demoníaco. Também está no ar o curta do mesmo diretor “Another Empty Space” (2015), produção rodada em inglês durante o festival de Berlim. 
Inédito no circuito comercial, o thriller “Desvios” (2016), do porto-alegrense Pedro Guindani, participou de diversos festivais pelo mundo, entre eles o Festival de Cinema de Bogotá e o de Gramado. No último, arrancou elogios do crítico Luiz Carlos Merten, do Estadão: “Gostei - muito”, escreveu à época, além elogiar a atuação de Rafael Mentges. Na trama, o ator interpreta o corretor de valores Daniel, que, após dar um golpe milionário, se esconde em um apartamento. Pouco a pouco, o personagem se deixa consumir pela paranoia do isolamento.
Integram o pacote de filmes duas produções escritas e dirigidas pelo cineasta Emiliano Cunha. O primeiro, “Sob Águas Claras e Inocentes” (2016), acompanha as últimas horas de alguém que se despede da vida, enquanto reconstrói sua identidade. A produção recebeu prêmios nos festivais de cinema de Gramado e Quito (Equador), entre outros. Já o curta-mentragem vencedor de Melhor Som da Mostra Gaúcha em Gramado, “Endotermia” (2018), acompanha a espera de um casal de irmãos por aqueles que talvez nunca mais voltem para casa.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895