Sarau Voador homenageia Tropicália nesta quarta-feira em Porto Alegre

Sarau Voador homenageia Tropicália nesta quarta-feira em Porto Alegre

Encontro para celebrar o movimento de ruptura cultural será no Espaço 373

Correio do Povo

Tropicália foi importante movimento cultural e social na época da ditadura brasileira

publicidade

O Sarau Voador – Literatura e Improvisos Transcriados presta homenagem à Tropicália no encontro de hoje, às 20h, no Espaço 373 (Rua Comendador Coruja, 373). A proposta é celebrar o movimento de ruptura que sacudiu o ambiente da música popular e da cultura brasileira entre 1967 e 1968. Deborah Finocchiaro e Roger Lerina recebem o músico Leo Ferlauto e o professor de Literatura, Flávio Azevedo. O artista visual Alexandre Carvalho fará pintura ao vivo durante o evento. 

Azevedo fez pós-graduação em Londres sobre o “Exílio do Tropicalismo”. Lecionou nas universidades de Cambridge e Southampton (Inglaterra), trabalhou na BBC de Londres e viajou o Brasil com a palestra “Anos 60 − Os Festivais e o Tropicalismo”. 

Embalado por Ferlauto, este sarau será uma viagem ao passado da MPB e também um olhar sobre a situação do país neste período, sobre a relação da repressão com a produção musical, o surgimento da TV, os dribles na censura e a coragem de uma geração de nomes, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Tom Zé, do maestro Rogério Duprat e da banda Mutantes. Nara Leão e os letristas José Carlos Capinan e Torquato Neto completaram o grupo, que teve também o artista gráfico, compositor e poeta Rogério Duarte como um de seus principais mentores intelectuais.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895