Tadashi Endo é o personagem do Camarim em Cena

Tadashi Endo é o personagem do Camarim em Cena

Programa virtual do Itaú Cultural tem novo episódio neste sábado, a partir das 14h

Tadashi Endo recorda como questões políticas dificultavam o fazer artístico no Japão


publicidade

O Itaú Cultural dá continuidade à terceira temporada do programa Camarim em Cena colocando no ar nesta sábado, dia 11, a partir das 14h, em seu site (www.itaucultural.org.br), o segundo episódio da série, que tem como convidado o bailarino e coreógrafo japonês Tadashi Endo, principal nome do butô na atualidade. A entrevista, gravada em 2017, com mediação da jornalista Márcia Abos, integra a terceira temporada do Camarim, que iniciou no primeiro sábado de julho, com o ator Renato Borghi, e segue até o final do mês com as conversas realizadas com o diretor e professor Antonio Januzelli, o Janô, e a cantora Angela RoRo.

 

Com um novo episódio a cada semana, o Camarim em Cena reúne, ao todo, 16 entrevistas gravadas entre 2016 e 2019, presencialmente na sede do Itaú Cultural, com personalidades do teatro, da dança, do circo e da música. Dividida em quatro temporadas, a série aborda o ofício dos atuadores, em diálogo aberto sobre suas formações e processos criativos.

 

Segundo convidado da terceira temporada, Endo inicia a conversa com a jornalista contando ao público sobre como sacraliza os momentos que antecedem as apresentações, ainda no espaço do camarim – são, para ele, um momento sagrado antes de entrar em cena. Tendo à mão creme japonês e uma esponja, é ali que prepara o corpo com pintura e figurinos, aquece cada dobradura do corpo e faz sua concentração. Do início profissional no teatro, ainda na faculdade, recorda como as questões políticas dificultavam o fazer artístico no Japão, levando-o à prisão e, posteriormente, por sugestão do pai, a se mudar para a Europa, onde passou pela Áustria até fixar-se na Alemanha. Em busca de expressões artísticas mais livres e intuitivas, trabalhou com dança em parceria com músicos de jazz e pintores, até que, em 1989, em Viena, conheceu Kazuo Ohno, um dos criadores do butô, arte de vanguarda japonesa que mistura dança e teatro, e ali se encontrou como artista. “Eu fiquei absolutamente tocado, não apenas pelas interpretações de Kazuo Ohno, mas pelo ser humano que ele era e sua força interna, muito radical e revolucionária”, conta Endo sobre o encontro, que mudou drasticamente o seu curso artístico, levando-o a trabalhar com o butô após os 30 anos de idade.

 

Outros camarins

 

A terceira temporada do Camarim em Cena segue ao longo do mês de julho, tendo como marca a diversidade de segmentos artísticos representados. No dia 18 de julho, entra no ar o episódio dedicado ao diretor, professor e ator Antonio Januzelli, um dos nomes mais importantes, na atualidade, da formação teatral em São Paulo. Em conversa com a crítica Beth Néspoli, Janô, como é conhecido, relembra a sua transição dos palcos para a academia e a importância das técnicas e da entrega dos atores em cena. Esta temporada do Camarim termina no dia 25, com a participação da cantora Angela RoRo. Única convidada do universo da música no programa, RoRo conversa para o jornalista Jotabê Medeiros sobre a origem do apelido pelo qual ficou conhecida e como começou sua trajetória na música.

 

Depois de irem ao ar, todos os episódios do Camarim em Cena permanecem disponíveis no canal do Itaú Cultural no Youtube (www.youtube.com/itaucultural), onde já se encontram a primeira e segunda temporadas do programa.

 

Temporada final

 


Em agosto entra no ar a última temporada online do Camarim em Cena. Esta série de encontros abre com a conversa com Laura Cardoso, uma das grandes estrelas das artes cênicas brasileiras e cuja trajetória percorre o teatro, a televisão, o cinema e o rádio. Na semana seguinte, é a vez do circo ser representado no programa com a entrevista do ator Fernando Sampaio, fundador, ao lado de Domingos Montagner (1962-2016), da Cia LaMínima de Circo e Teatro. Já o terceiro episódio é com Grace Passô, atriz, diretora e dramaturga mineira cuja trajetória marcante no teatro brasileiro acumula premiações. A temporada final fecha com uma edição especial realizada com o diretor José Celso Martinez Corrêa, gravada na sede do Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona, em São Paulo.