Ultramen abre temporada do Sarau do Solar

Ultramen abre temporada do Sarau do Solar

Banda gaúcha se apresenta nesta quarta, 19h, no Teatro Dante Barone, em show presencial e virtual; Bloco da Laje inicia projeto hoje

Banda Ultramen vai tocar sucessos como "Grama Verde" e "Bico de Luz"

publicidade

A banda Ultramen faz show para marcar a abertura da temporada 2021 do Sarau do Solar Especial, hoje, às 19 horas, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa RS. A transmissão em tempo real será pela pelo Facebook e YouTube e TV da ALRS.  O espetáculo “Ultramen 30 Anos” reúne canções como “Tente Enxergar”, “O Chaveiro”, “Grama Verde”, “Tive Tudo” (Tonho Crocco) e “Bico de Luz”. A apresentação ganha  forma híbrida, sendo presencial apenas para 30% da capacidade do teatro,  mantendo os protocolos de segurança contra a Covid-19. As pessoas que forem presencialmente poderão fazer uma contribuição espontânea de agasalhos para a Campanha do Agasalho. O ingresso será por ordem de chegada.  

O Bloco da Laje promove em junho, dentro do Projeto Circulação Bloco da Laje Quatro Estações - Terremoto Clandestino, de hoje até dia 26, oficinas e lançamento de clipe e single de “Terremoto Clandestino”. A realização será em formato virtual e acessível gratuitamente pelas redes do bloco.  Nesta quarta-feira, Martina Fröhlich ministra oficina de adereço e fantasia, a partir das 20h. Ela compartilha sua experiência com o Bloco da Laje na criação de fantasias carnavalescas, além de apresentar  dicas e exercícios de construção de adereços para provocar a criatividade e avivar o espírito carnavalesco. No dia 16, Camila Falcão trata de maquiagem em encontro virtual e, no dia  23, Júlia Ludwig aborda respiração e experimentação a partir do próprio corpo, com foco na performance.  

O clipe “Terremoto Clandestino” será lançado, no dia 21, nas redes do coletivo, e tem como principal desafio trazer para as telas a potência que o Bloco da Laje transmite nas ruas e palcos. A música tema, de autoria de Thiago Lazeri, é uma das mais celebradas do grupo e põe o povo pra dançar nos cortejos do bloco, com seu maracatu pulsante.  


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895