Um fim de tarde com Borghettinho

Um fim de tarde com Borghettinho

Edição de sexta do Correio do Povo ao Vivo lá em Casa será com o músico gaúcho que tem fama internacional

Renato Borghetti realiza turnês anuais pela Europa


publicidade

   O músico Renato Borghetti é a atração desta sexta-feira, 3 de julho, às 17h, do Correio do Povo ao Vivo lá em Casa, pelas plataformas digitais do Correio do Povo (Facebook, YouTube e Twitter). Renato Borghetti é hoje um dos instrumentistas mais conceituados e respeitados do Brasil . Detentor do “Primeiro Disco de Ouro da Música Instrumental Brasileira”, o instrumental do gaiteiro costuma se situar entre música étnica ou jazz fusion. Na sua essência os ritmos são vanerão, xote, milonga e chamamé. “Minha música é regional gaúcha , é minha fonte e rumo , é a partir desta posição que desenvolvo meu trabalho”, afirma.  


   As turnês europeias são uma constante na vida do músico que maneja com maestria a sua gaita-ponto. Os seus shows passam por cidades italianas (sua origem), festivais na Croácia, República Tcheca, Áustria e Alemanha. Na Áustria, onde se apresenta regularmente desde 2000, Renato se sente em casa, pois não há cidade em que não tenha tocado. Borghettinho já dividiu palco com músicos como o italiano Ricardo Tesi, o irlandês Martin O´Connor, o português Artur Fernandes, o espanhol Kepa Junqueira e músicos brasileiros como Oswaldinho do Acordeon, os saudosos Dominguinhos e Sivuca, Hermeto Pascoal, entre outros.     

    

   Uma das mais recentes parcerias foi há pouco mais de três anos, com o violonista Yamandu Costa. “Borghetti Yamandu” rendeu um disco, um DVD, o documentário musical dirigido por Rene Goya Filho e produzido pela Estação Filmes, no qual os instrumentistas gaúchos romperam limites estéticos e trouxeram para a cena de forma genuína a relação de amizade unida pela música. Um processo longo por natureza, filmado em tempos distintos. O DVD do filme nasceu em setembro de 2017 e é derivado dele um CD, baseado no mesmo repertório. Goya já havia filmado o gaiteiro e seus parceiros com “Borghetti na Estrada”, acompanhando o giro internacional do gaiteiro por duas temporadas. O músico recebeu também a biografia “Este Tal de Borghettinho” (Belas Letras, 2015), escrita pelo jornalista Márcio Pinheiro.