A resiliência da advocacia

A resiliência da advocacia

Por Ricardo Breier*

Correio do Povo

publicidade

Na data em que se comemora o Dia do Advogado, ou Dia da Advocacia, existe uma palavra que ajuda a descrever o momento pelo qual estamos passando: resiliência. É essa capacidade de recuperação, de se adaptar às mudanças nem sempre de impactos positivos para a sociedade, que marca a atuação de advogados e advogadas do RS.

O trabalho da advocacia está vinculado à cidadania. São os cidadãos que acionam advogados e advogadas para as mais diferentes situações do cotidiano. Neste papel cidadão, a advocacia também tem a sua caminhada ligada à democracia. Na Constituição de 1988, o artigo 133 sentenciou: “O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei”. É inquestionável: os advogados são protagonistas do zelo pelas práticas democráticas.

Nestes últimos dois anos, a advocacia gaúcha vem sendo testada. De 2019 até agora, a advocacia enfrentou greve dos servidores do Judiciário, pandemia, Foros fechados, suspensão de prazos, mais de dois milhões de processos físicos parados por meses, ataque hacker no Tribunal de Justiça, instabilidade no processo eletrônico do Judiciário estadual, entre outros obstáculos que surgiram. Neste cenário, a OAB/RS assumiu uma postura de liderança em busca de soluções. Além de manter um diálogo e levar dramas reais de todas as regiões ao Tribunal de Justiça, a Ordem gaúcha foi ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para encontrar novos caminhos capazes de solucionar tantos entraves.

Com o aval do Conselho Pleno e do Colégio de Presidentes das 106 Subseções da OAB/RS, mostramos união e espírito solidário mirando dias mais serenos para a advocacia e a cidadania. Desde o início da pandemia, implantamos uma série de medidas e atuamos de forma incansável, empenhados em encaminhar a resolução dos intermináveis impasses que surgiram e, em alguns casos, persistem até hoje. Neste 11 de agosto, deixo meu sincero reconhecimento ao trabalho da advocacia. Que esta resiliência tão necessária para superar o momento pelo qual estamos passando nos permita sair mais fortes em nossa missão de representar a cidadania.

*Advogado e presidente da OAB/RS


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895