Conheça a Terra do Galo

Conheça a Terra do Galo

Por Filipe Panizzon*

Filipe Panizzon

publicidade

No mês de maio, muitas datas são reservadas para celebrar a importância do turismo em todas as esferas sociais. Quando falamos sobre esse setor, não podemos deixar de fora o enoturismo, segmento em que o Rio Grande do Sul tem conquistado cada vez mais destaque ao longo dos últimos anos. Curiosamente em maio, no dia 17, também é celebrado o aniversário de Flores da Cunha, conhecida como a Terra do Galo, uma pequena cidade da Serra Gaúcha que tem se tornado um destino querido dos turistas amantes do vinho e da vitivinicultura. 

É aqui em Flores que a tradição e a modernidade se unem, onde as vinícolas que ajudaram a fundar a cidade prosperam, fazendo da uva muito além de um bem econômico, mas um legado que é passado de geração em geração. Foi assim, com muito carinho e dedicação, que nos tornamos a maior produtora de uvas do Brasil. São cerca de 1.250 propriedades rurais que se dedicam para colher o fruto que as 200 vinícolas do município utilizam para elaborar vinhos reconhecidos pela sua qualidade no mundo inteiro. 
A população florense tem muito orgulho de valorizar as suas raízes, sem se esquecer de olhar para frente e entender que a nossa cidade precisa continuar investindo no turismo da região. Quem vem nos visitar reconhece de longe a força e o empenho daqueles que vivem ou já passaram por aqui. É o sorriso que qualquer morador carrega ao contar a história da nossa terra, que tem chamado a atenção dos turistas para a nossa região. 

Muito além de paisagens bonitas e vinhos de qualidade, Flores da Cunha é uma cidade repleta de tradições e heranças que são contadas em cada pedacinho das ruas do município, desde as paredes da Igreja Matriz até as extensões intermináveis de vinhedos. A todos que passaram por aqui, fica no nosso coração o agradecimento pela visita. Para quem ainda não nos conhece, deixamos nosso convite e a promessa de bons momentos a serem vividos e explorados. 

Presidente da Associação de Produtores de Vinhos dos Altos Montes (Apromontes)*


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895