Como treinar o cão para dar remédios?
capa

Como treinar o cão para dar remédios?

Por

publicidade

8416056824_17389fe68f_hTer que medicar os cães nem sempre é uma tarefa simples. Pensando nisso, resolvi escrever sobre esse tema aqui para o blog.


Antes de mais nada é importante que o treino ocorra com antecedência, ou seja, não devemos esperar o pet ficar doente para treinar uma maneira de dar o remédio. O cãozinho já deve estar familiarizado com a situação, pois assim evitamos possíveis traumas.


O treino para comprimidos ou cápsulas


Pegue um petisco e/ou guloseima que o animal goste e segure na frente dele. Não deixe que ele pegue, aguarde até o momento que ele fique esperando. Acostume-o a receber a guloseima colocando a mão por cima do focinho, como se fosse abrir a boca dele. Mas, não abra!


Comece a abrir a boca do peludo e colocar o petisco na base da língua, próximo à garganta, fechando a boca em seguida. Não empurre o remédio goela abaixo.


Repita esse treino várias e várias vezes, de modo que o cachorrinho passe a associar esse processo a algo agradável.


O treino para remédios líquidos


Para remédios líquidos, comece o treino usando uma seringa – sem agulha – com algum alimento pastoso por fora. Deixe o pet lamber.


Coloque água ou um líquido gostoso – água de coco, por exemplo – na seringa, com o alimento pastoso por fora e pressione devagar a seringa de forma que ele acostume-se a ingerir líquidos enquanto lambe a seringa.


Faça o mesmo que o passo anterior, mas introduzindo a seringa pela lateral da boca do pet. Dessa forma, quando você for dar o remédio, a seringa estará mais próxima da garganta e reduzirá possíveis perdas do medicamento (e o pet sentirá menos o gosto do remédio).4219333949_aba6b82590_b


Importante ressaltar que em ambos treinos você só deve passar para o passo seguinte depois que o anterior estiver bem consolidado.


Pode acontecer que mesmo com o treino o cão fique relutante para tomar um remédio ou o animalzinho já necessita tomar o remédio e não há tempo hábil para treinar.


Nesses casos, a dica é a que a maioria dos tutores costuma utilizar, ou seja, disfarçar o remédio em uma guloseima muito gostosa e muito cheirosa, de modo a disfarçar o cheiro do remédio. Se essa for a estratégia utilizada, é importante certificar-se com o veterinário se o medicamento pode ser cortado ou administrado com alimentos.9304930626_063632e89c_h


Alguns medicamentos têm especificidades e perdem o efeito se partidos ou se a capsula for aberta, e outros devem ser administrados em jejum.


O mais importante é ter sensibilidade e observar nossos bichinhos, pois o melhor método, com melhor eficiência, é aquele que não deixa traumas e nem machucados (em humanos ou cães).


Bons treinos!


Por Tiago Cardoso, adestrador da Cão Cidadão


Fotos Divulgação