Polêmica no canil. Tire as suas conclusões!!
capa

Polêmica no canil. Tire as suas conclusões!!

Por

publicidade

A situação dos cachorros do Canil Municipal de São Jerônimo está criando uma polêmica na cidade. Esta semana, defensores dos animais denunciaram ao Ministério Público as supostas más condições da área. Já a prefeitura acusou voluntárias de invadir o local e chegou a registrar ocorrência contra elas na Polícia Civil. Tudo começou na segunda-feira, quando a cadela Alemoa foi recolhida e levada ao canil. O animal havia sido atropelado há alguns meses e, desde então, estava sob os cuidados da esteticista de banho e tosa Bruna Palhares Flores, 20 anos.[gallery columns="4"
“Eu e a minha amiga fomos lá para retirar, mas o local estava abandonado. Entramos e vimos que a cadela estava em uma baia com vários cachorros com sarna. Pegamos e trouxemos ela de volta”, explicou Bruna. Ela afirmou que os demais cães estavam com problemas de saúde, passando fome e sede. Por esse motivo, resolveu fotografar alguns deles. “Pegamos a cadela no momento em que estava fazendo suas fezes. Ela está doente, com diarreia. Isso tudo é por causa da ração de má qualidade e porque os cães estão sem um bom veterinário”, observou.
Uma advogada viu os registros na internet e levou o caso para a Promotoria de Justiça de São Jerônimo. A promotora Ana Luiza Domingues de Souza Leal recebeu a queixa-crime na quinta-feira e ainda não começou a analisar, mas deve investigar a situação nos próximos dias. O assunto tem repercutido nas rádios e jornais de São Jerônimo e, após a divulgação das imagens, Bruna disse ter sido ameaçada.
“Um vereador que seria o responsável pelo canil veio no meu estabelecimento e me chamou de ordinária. Estão divulgando fotos minhas, sem minha autorização”, destacou. A esteticista ficou com medo e registrou uma ocorrência na Delegacia de Polícia de São Jerônimo. O ouvidor da prefeitura Leandro Souza alegou que a esteticista e a amiga foram ao canil em um horário em que  não estava funcionando.
“Elas viram três ou quatro cães debilitados, que foram pegos na rua e estão sendo tratados. Por que não fotografaram os outros 96 que estão saudáveis?”, questionou.
Segundo Souza, o local cuida de aproximadamente cem cachorros e um dos que foi fotografado havia saído das ruas recentemente. “Um funcionário retirou 500 bernes”, afirmou. “Muitos cães largados na rua não são do município. Estamos cuidando dos nossos e dos de outras cidades”, ressaltou. Segundo a prefeitura, a administração atual conseguiu na Justiça reaver uma área de 14 hectares, onde será inaugurado, em 15 dias, o novo canil. Uma licitação pública está em andamento para os serviços de castração.

 


(Texto Karina Reif / Fotos Bruna Palhares Flores)