A intocável Autobahn

A intocável Autobahn

Na rodovia de velocidade livre o que ultrapassa não é um carro, mas uma sombra

Renato Rossi

publicidade

O excelente ator Tom Hanks uma vez disse no famoso show televisivo de David Letterman que não importava o quanto você é veloz numa Autobahn da Alemanha, porque sempre haverá alguém mais veloz. E Hanks ainda afirmou que na rodovia de velocidade livre o que ultrapassa não é um carro, mas uma sombra, um espectro. Na altíssima velocidade nada é nítido, para quem dirige ou assiste a performance dos carros. 

Em 2006, um Volkswagen Golf R, com 260 HP, foi testado pelo Correio do Povo, na Alemanha, com a maior parte do trajeto percorrida na Autobahn. A 240 quilômetros por hora na pista de esquerda da altíssima velocidade o Golf dava um show de competência tecnológica. Ao lado, um jornalista de São Paulo, de repente gritou: “Olha no retrovisor, alguém piscou”. 

Nada aparecia no retrovisor no primeiro olhar. Então vieram duas piscadas rápidas que pareciam estar a quilômetros de distância. O amigo conhecedor da Autobahn gritou de novo: “Sai, sai”. E foi uma brusca saída para a pista do lado. Eram quatro pistas. E a “sombra” passou a mais de 300 por hora, num estrondo do deslocamento do ar. Era um Porsche GT com seu enorme aerofólio visto por trás. 

Ali na Autobahn se mostrava o poder da indústria automotiva alemã e a sua trajetória na alta velocidade. E ela não abdicará da alta velocidade, que sempre passou por testes nesta estrada, que ajudaram no desenvolvimento de sistemas de segurança que salvaram milhões no mundo. Mas outras milhares foram perdidas na Autobahn, porque há um lado implacável na alta velocidade. 

 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895