Qualidade inicial

Qualidade inicial

Pesquisa no mercado americano avalia os sistemas dos veículos

Renato Rossi

publicidade

AJ.D. Power, consultoria líder no mundo em análises do comportamento do consumidor e suas interações com marcas e produtos, revelou no dia 31 de agosto o resultado do “Estudo de Qualidade Inicial” que avalia o mercado automotivo americano. São dados de interesse global na medida em que marcas e grande parte dos veículos que estão nos Estados Unidos participam também dos mercados mundiais. O estudo de 2021 é baseado nas respostas de 110.827 proprietários de carros sobre os primeiros 90 dias de uso. As perguntas se referem a praticamente todos os sistemas do veículo.

As maiores queixas dos consumidores são as falhas nos sistemas de infoentretenimento. De acordo com Dave Sargent, vice-presidente da Qualidade Automotiva da J.D. Power, são frequentes, por exemplo, as reclamações sobre problemas ocorridos na conectividade do Android Auto e do Apple CarPlay. Para Sargent, os consumidores querem sistemas de conectividade avançados com mais apps e maior abrangência em todos os sentidos. Isto significa um desafio tecnológico que as montadoras compartilham com as empresas de alta tecnologia. “Tantas vezes ambos falham, o que gera a ira do consumidor”, enfatizou o dirigente. 

No levantamento da consultoria, as marcas generalistas se saíram melhor do que as marcas premium. O excesso de tecnologia nos produtos sofisticados geram problemas aos donos. Por exemplo, no alto custo da manutenção dos automóveis, também motivo de reclamações. O estudo destaca também as montadoras com menos problemas por 100 unidades produzidas. A vencedora é a Ram, com 128 reclamações. Completam as cinco melhores Dodge (139 ), Lexus (144), Mitsubishi (144) e Nissan (146).


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895