Toyota volta a liderar

Toyota volta a liderar

Montadora domina o ranking dos veículos mais vendidos em 2020

Renato Rossi

publicidade

A Toyota Motor Corporation, após cinco anos de intensa disputa com o grupo Volkswagen, que a derrotou no período de 2015 a 2019, desta vez foi a marca que mais produziu e vendeu em 2020. Foram 9,5 milhões de unidades. O grupo Volkswagen produziu 9,3 milhões. As razões da vitória da Toyota passam pela menor exposição da marca ao problemático mercado europeu. Porque fábricas e cidades estavam fechadas na Europa. Praticamente, durante todo o primeiro semestre de 2020, a queda na produção e nas vendas chegou a 30%. 

No auge da primeira onda de Covid-19, a Volkswagen perdia 2,7 bilhões de euros a cada semana. Foi socorrida por empréstimo de 10 bilhões de euros, concedido pelo governo da Alemanha. O grupo foi atingido pela pandemia em meio à transição do carro a combustão para o carro elétrico, que exige muitos bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento de produto e na adaptação das unidades industriais para a fabricação de modelos eletrificados.

Sob o tempo ruim da pandemia e tendo que reduzir a produção do carro a combustão, a Volkswagen deixou a Toyota “pegar o vácuo” e foi ultrapassada. Convém lembrar que a Toyota, que retira 80% de sua lucratividade global do mercado norte-americano, foi ajudada pela paixão do norte-americano por seu automóvel. Por ordem de Donald Trump, a economia permaneceu aberta e a queda do mercado automotivo não ultrapassou 15%. Apesar da vitória da Toyota, a Volkswagen se posiciona em vantagem para o futuro, porque está mais avançada na total eletrificação de sua frota. Enquanto a Toyota é a “rainha dos híbridos”, que são carros próximos da realidade de países emergentes.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895