Ajuste Cinematográfico
capa

Ajuste Cinematográfico

Por

publicidade

"Ajuste de Contas", dirigido por Peter Segal, traz a reunião de dois ícones do box cinematográfico dos anos 1980: Robert de Niro, que viveu Jack LaMotta em "Touro Indomável", e Sylvester Stallone, que encarnou Rocky Balboa. Neste filme, eles são dois lutadores aposentados, na faixa dos 60 anos, que são insuflados por um jovem empresário, Dante Slate Jr. (Kevin Hart) a se enfrentarem 30 anos após um embate histórico entre eles. Na época, Henry "Razor" Sharp (Stallone) desistiu da luta desempate por um motivo que ele não revela a ninguém. Agora, Sharp vê o passado lhe trazendo lembranças e acaba aceitando o desafio após ser demitido da fábrica onde trabalha desde a aposentadoria. Já Billy "The Kid" McDonnen (De Niro) não passa por dificuldades, dono de bares e concessionárias de carros, mas seu ego o impele a lutar, pois ele acha que teria vencido a luta negra três décadas atrás, e nunca ficou satisfeito por Sharp ter desistido do combate.

"Ajuste de Contas", na realidade, não é a luta entre eles, mas sim os acertos que os dois têm com o passado. Sharp perdeu a mulher, Sally (Kim Basinger, batendo um bolão aos 60 anos) e justamente para Billy, com quem teve um filho, e nunca os perdoou pela traição. Mas Sharp também não consegue entender o motivo que o fez acabar sendo abandonado por Sally.

O filme é repleto de piadas relacionadas com a velhice - e como os dois lutadores não se adequam aos novos tempos, onde o violento MMA parece ser mais atrativo do que o boxe - o lutador Chael Sonnen chega a fazer uma ponta como ele mesmo sendo nocauteado por Stallone. Aliás, não se pode exigir muito de Stallone e de suas feições deformadas, mas Robert de Niro, pelo menos, deixou de ser careteiro, parecendo estar se divertindo muito.