Gosto de sangue
capa

Gosto de sangue

"Rambo: Até o Fim" (Rambo: Last Blood) é para ser o quinto e último filme do personagem traumatizado pela Guerra do Vietnã.

Por
Chico Izidro

Stallone se sente à vontade no papel de um dos dois personagens ícones que criou para o cinema, o outro é o boxeador Rocky

publicidade

Mexeu com minha família, mexeu comigo. Esta pode ser a chamada para a cinesérie "Busca Implacável", com Liam Neeson, ou "Desejo de Matar", imortalizado por Charlie Bronson. Mas aqui estamos falando de "Rambo: Até o Fim" (Rambo: Last Blood), escrito por Sylvester Stallone e dirigido por Adrian Grunberg, e que é para ser o quinto e último filme do personagem traumatizado pela Guerra do Vietnã.

O ex-soldado John Rambo (Stallone) agora vive em sua fazenda, com a caseira Maria (Adriana Barraza) e a garota que ele criou como filha e que o chama de tio, Gabrielle (Yvette Monreal), e que está de partida para a universidade. Porém a jovem tem um desejo incontrolável, que é achar o seu pai e saber porque ele abandonou a família dez anos antes. E mesmo com todos os conselhos de Maria e John, Gabrielle teima e parte para o México.

Porém ao cruzar o Rio Grande, ela é sequestrada por traficantes de garotas, que pretendem vendê-la como prostituta. Então John vai atrás da garota e as coisas começam a sair dos eixos, culminando num verdadeiro banho de sangue. E desta vez os vilões, que já foram a polícia americana, os russos, os vietnamistas, são mexicanos - e não poderiam ser mais estereotipados. Bigodudos, cabeludos, de aspecto sujo, cruéis.

E talvez este seja o filme mais violento da série. Rambo mata mais de 60 bandidos e das formas mais absurdas, desde facadas, degolas, explosões, tiros, flechadas. Se esige estômago forte. E Stallone se sente à vontade no papel de um dos dois personagens ícones que criou para o cinema, o outro é o boxeador Rocky. Este Rambo é somente para fãs.
    

Leia demais posts do blog