Lugares talentosos

Lugares talentosos

publicidade

Um suspense com final surpreendente. "Lugares Escuros", direção de Gilles Paquet-Brenner, tem uma trama densa e tensa, com a história

transcorrendo em dois períodos, o dia atual e em 1985. E gira em torno de Libby Day (Charlize Theron), que 30 anos depois de ser a única sobrevivente

de um massacre onde foram mortas a sua mãe e as duas irmãs, vive as custas de um fundo organizado por pessoas sensibilizadas pelo crime. E ele é

atribuido ao seu irmão, que já está há mais de duas décadas atrás das grades. E o dinheiro está acabando, e ela é procurada por Lyle (Nicholas Hoult, de "O

Grande Garoto"), tesoureiro de um grupo de pessoas fanáticas por crimes misteriosos e que pretende rever o caso, já que não acreditam na culpabilidade de Ben, vivido na adolescência por Tye Sheridan e na fase adulta por Corey Stoll, de "The Strain". Este grupo pretende descobrir o verdadeiro autor do massacre e pede ajuda para Libby, que crê na culpa do irmão. Arredia e antissocial, Libby leva um tempo para se convencer da necessidade da revisão do caso.

O filme vai e volta no tempo, mostrando as horas anteriores ao massacre, que envolve jovens adoradores de satanismo e abusos sexuais. E também os

dias atuais, com Libby tentando acertar as contas com 1985.

Charlize Theron está ótima como uma mulher traumatizada, que perto dos 40 anos, ainda não encontrou seu lugar no mundo. E a atriz mais uma vez não

se importa em se desglamourizar, vestindo roupas simples, fumando sem parar. Destaques também para Chloë Grace Moretz, que vive a paixão

adolescente de Ben, uma menina sedutora, carente e manipuladora, e Tye Sheridan, vivendo um garoto deslocado e apavorado. Já Christina

Hendricks, que interpreta a mãe de Libby, supera todos, como uma mulher desesperada e abandonada, que tenta criar da melhor maneira os quatro

filhos, e vendo o destino terrível que se avizinha. Atuação esplendorosa .

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895