Muito além do coach
capa

Muito além do coach

Tom Hanks é o astro principal de “Um Lindo dia na Vizinhança", cinebiografia de apresentador de programa infantil dos EUA que marcou época

Por
Marcos Santuario

publicidade

A primeira vista pode parecer piegas. Mas não se deixe enganar. Tom Hanks está muito bem, mais maduro, seguro e envolvente em “Um Lindo dia na Vizinhança, dirigido pela norte americana Marielle  Heller, de 40 anos. Ele é o astro principal sobre o qual a trama da história se desenvolve. Dá vida a Fred Rogers, ou Mr. Rogers, um apresentador de programa infantil na televisão dos EUA de 1960. O roteiro do filme é baseado em artigo da revista Esquire, produzido por um jornalista que teve a missão de fazer um perfil para a publicação, tendo como personagem o próprio Rogers. Cínico e repleto de problemas e traumas, o profissional, vivido pelo ator britânico Matthew Rhys, dá o tom de credibilidade ao confrontar o personagem com todos os seus questionamentos.  Durante as entrevistas para a matéria, Junod mudou não só sua visão em relação ao seu entrevistado como também sua visão de mundo, iniciando uma inspiradora amizade com o apresentador.

O filme, que parece não levar a lugar nenhum, acaba se tornando profundo e envolvente, se você se deixar entregar pela mensagem de transformação que ele propõem. Coloca em cena o questionamento pessoal, ante a experiência do outro. E o outro, no caso o próprio Rogers, sendo um questionamento real para o jovem jornalista, recém pai, e que precisa resolver questões com seu próprio pai. 

Daqueles filmes para deixar-se envolver, sem efeitos e nem dramatismos ao extremo. No ponto, em que você pode encontrar uma narrativa profunda sobre tolerância, perdão, aceitação e transformação pessoal. Muito além do coach da esquina.