O ocaso de uma estrela
capa

O ocaso de uma estrela

Atuação em "Judy - Muito Além do Arco-Íris" rendeu um Oscar para Renée Zellweger

Por
Chico Izidro

Renée Zellweger traz uma apresentação excepcional

publicidade

A atriz e musa Judy Garland tornou-se famosa ainda adolescente, quando estrelou o clássico "O Mágico de Oz" em 1939. Porém como costuma acontecer com estrelas-mirins, ao chegar à vida adulta, a fama cobrou-lhe um preço, e muito alto. É isto que foca o filme "Judy - Muito Além do Arco-Íris" (Judy), dirigido por Rupert Goold.

E a mãe de Liz Minelli e musa dos gays é interpretada com vigor por Renée Zellweger já na fase decadente e adulta. Depois de anos de abusos e explorações dos produtores de Hollywood, Judy encontrava-se sem uma casa para morar e vivendo de apresentações fugazes e ainda correndo o risco de perder a guarda de seus filhos mais novos.  

E nesta maré de azar é que ela aceita viajar para a Inglaterra para fazer uma tour de espetáculos musicais no Swinging London e se apresentar no The Talk of the Town, em 1968. O filme mostra este período cruel da vida de Judy, mas também traz flash-backs apresentando uma ainda adolescente Judy começando na indústria do cinema, e tendo de seguir as orientações dos produtores.

Toda esta exploração acabou afetando profundamente a vida da atriz, que acabou morrendo jovem, apenas com 47 anos, em 1969.  Renée Zellweger traz uma apresentação excepcional, transmitindo todo o cansaço, a solidão, a tristeza que Judy carregava em seu último ano de vida. Hollywood sempre foi uma vampira de seus atores.

Leia demais posts do blog