Para curtir Bruce Springsteen
capa

Para curtir Bruce Springsteen

A Música da Minha Vida mostra paixão de garoto ingês pelo trabalho do cantor americano

Por
Chico Izidro

Javed (Viveik Karla) vira fã da obra de Bruce Springsteen, que muda o seu jeito de ver a vida

publicidade

Antes de tudo, fazer uma crítica ao título nacional do britânico Blinded By The Light, aqui intitulado "A Música da Minha Vida" de forma equivocada. O personagem principal, o jovem Javed (o ótimo Viveik Karla) vira fã da obra de Bruce Springsteen, que muda o seu jeito de ver a vida, ou seja, não é a música e sim as músicas...

Passado isso, esta obra é mais uma carregada de música, a exemplo dos recentes e ótimos "Rocketman" e "Yesterday". O longa é dirigido pela indiana Gurinder Chadha, e é focado nos anos 1980, na pequena cidade inglesa de Luton, a 51 km ao norte de Londres, e foca em Javed, britânico de ascendência paquistanesa. Estamos em 1987, e o adolescente sonha em ser escritor, mas sofre com o conservadorismo do pai, Malik (Kulvinder Ghir), que deseja que o filho siga as tradições familiares.

O pai, mesmo morando na Inglaterra desde jovem, não se sente integrado, seguindo fiel às suas raízes, e acha que o filho também não deve se integrar - como pano de fundo o avanço da Frente Nacional, formada por neonazistas que querem a saída dos imigrantes do país, em crise e com profundo desemprego da população.

Javed conhece através de um colega de escola de origem sikh, Roops (Aaron Phagura) as músicas de Bruce "The Boss" Springsteen. E isso lhe faz ver a vida de outra forma - parece que as letras do cantor americano são feitas para ele, que se empolga ainda mais em sua escrita, ao mesmo tempo que engata um namoro com a colega branca Eliza (Nell Williams). Mais um contraste....

O interessante de toda esta história é que ela é baseada em fatos reais. No final de "A Música da Minha Vida" (Blinded By The Light) aparecem imagens dos personagens reais, que viveram aquelas situações naquele período, reproduzido com perfeição. Roupas, carros, cabelos, tudo remete aos anos 1980, época muito forte no imaginário de muita gente.

Leia demais posts do blog