Ecossistema

Ecossistema

Alina Souza

Araras no Parque Zoológico de Sapucaia do Sul.

publicidade

Eu tive a sorte de conhecer araras no Zoológico de Sapucaia do Sul, em 2015. Simplesmente fascinantes, um espetáculo de cores diante da câmera. Encheram meus olhos de vontade de viver. Não sei quando terei tal felicidade mais uma vez, há nuvens de fumaça no meio do caminho impedindo a visão do amanhã. Vasculhei os lugares verdes da memória como forma de alento após deparar-me com as notícias tristes sobre Pantanal e Amazônia. Aliás, triste é um adjetivo insuficiente para descrever a sensação dolorosa ao ver a natureza destruída pelo fogo veloz, voraz, constantemente reaceso pela falta de umidade e centelhas do descaso. Sei que estamos longe, a muitos quilômetros entre os estados, mas trata-se de uma distância que não afasta os impactos. A sobrevivência do planeta depende da consonância do ecossistema, a devastação dilacera o equilíbrio. Os excessos da humanidade causam efeitos à longo prazo, por todos os lados. Se as chamas consomem as florestas, não temos ar puro e, sem os resquícios da pureza, misturamo-nos à camada densa que asfixia a harmonia, a essência, o futuro.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895