Perspectivas
capa

Perspectivas

Por
Alina Souza

Orla Moacyr Scliar.

publicidade

A vida é tão imensa e fluida que soa insensato querer abraçá-la sozinha. Dias ensolarados não merecem serem ocultos atrás de velhas cortinas. Tudo fica mais leve quando se compartilha alegria, abandona-se a ira, renova-se o ponto de partida. À frente, a certeza de águas profundas, às vezes turvas. E o medo do desequilíbrio, o perigo de afogamento, a tentação de encontrar justificativas para confinar sentimentos. Torna-se confortável deixá-los em silêncio, porém, desse modo, ninguém poderá escutá-los se estiverem em apuros, confusos, profusos. Melhor libertá-los, permitir que tomem rumo, encontrem eco no infinito de outras pessoas, desvendem o secreto em uma conversa à toa. Cantem alto e não se assustem com os sobressaltos. A ligação nunca será perfeita, chato se assim fosse. Não há receita para evitar fases agridoces. Sadia folga nos encaixes, fundamentais contrastes e realces. Que venham as dificuldades e as conquistas, sem perder o amor de nossas vistas.

Texto e fotos: Alina Souza