Vagarosa mente

Vagarosa mente

Alina Souza

Cágado no Jardim Botânico de Porto Alegre.

publicidade

Já quis ser de tudo nessa vida. Inclusive uma tartaruga. Aliás, no caso desta foto, um cágado. Antes que riam dos meus devaneios, deixem-me explicar. Sou muito ansiosa e admiro tudo e todos que sejam dotados de calma, paciência e serenidade.
Pois bem, os cágados mantinham-se imperturbáveis durante o banho-de-sol, mesmo com a intensa algazarra das crianças e a fotógrafa do jornal esparramando-se na grama a fim de conseguir o melhor ângulo. Aos poucos, bem aos poucos mesmo, deslocavam-se sem arrogância e vaidade em direção à plateia inquieta e animada no Jardim Botânico de Porto Alegre.
Recorri à natureza em busca de verde, sombra, ar puro e, de quebra, ganhei inspiração. O casal ao fundo igualmente conseguiu escapar do estresse, pelo menos assim denunciavam as gargalhadas. Até a tartaruga, ops, cágado, parecia esboçar uma espécie de sorriso ao mirar a câmera. Quase uma provocação. Ora, por que levar-me tão a sério? Também irei me permitir a horas de passeio, demorar-me na alegria e nas divagações.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895