A repatriação dos despojos dos ex-imperadores do Brasil

A repatriação dos despojos dos ex-imperadores do Brasil

Correio do Povo do dia 8 de janeiro de 1921, sábado, noticiava:

Renato Bohusch

O couraçado S. Paulo transportou os despojos dos ex-imperadores.

publicidade

A repatriação dos despojos dos ex-imperadores

Rio, 6 - O desembarque dos despojos dos ex-imperadores dar-se-á ás 16 1/2 horas de sabbado no cáes Mauá. O ingresso no cáes se fará, mediante cartões, que serão distribuidos no Instituto Historico e Geographico. Só serão dispensados de apresentar esses cartões, os representantes das altas autoridades, membros do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal, militares e representantes da imprensa. O presidente da Republica far-se-á representar no desembarque dos despojos dos ex-imperadores do Brasil, pelos chefes de suas casas civil e militar. O presidente da Republica resolveu que as repartições publicas encerrem, amanhã, o seu expediente ás 14 horas, devido á chegada dos despojos dos ex-imperadores ao Brasil. A 1ª brigada de artilharia destacará uma bateria para o cáes da praça Mauá, afim de dar as salvas no desembarque.

DIVERSAS

Moedas antigas - Nas excavações feitas no local onde os srs. Wilson, Sons e Comp. estão mandando construir, á praça Senador Florencio, o edificio destinado aos seus escriptorios, foram, a uma profundidade de cinco metros, encontradas diversas moedas de cobre do valor de 10, 20 e 40 réis. Uma dessas moedas tem a data de 1774, tendo no verso os seguintes dizeres em latim “Josephus de Brasil Rex” - e no reverso - “Pecunia Totum Circulatorum”. Trata-se, como se vê, de uma moeda portugueza que tem mais de um século que circulava no reinado de d. José I, rei de Portugal nascido em 1714 e fallecido 1777, epocha em que o Brasil era ainda colonia portuguesa. Uma outra moeda de 1820, traz a effigie de d. João VI, sendo que outras são de 1825 e 1830. A mais moderna, que tem a effigie de d. Pedro II, data de 1862. Essas moedas foram recolhidas aos escriptorios de Wilson, Sons e Comp., onde poderão ser apreciadas pelos collecionadores.

Imprensa - No dia 31 do mez findo, entrou no 66º anno de sua existencia o nosso collega “Echo do Sul”, que se publica na cidade do Rio Grande. Bem dirigido pelos irmãos Oliveira, aquella folha tem grande numero de leitores no sul do Estado.

Reclamações - Moradores das ruas Lopo Gonçalves e José do Patrocinio, queixam-se de que o serviço de remoção do lixo é feito sempre depois do meio dia. Ainda no domingo, na rua Lopo, somente ás 13 1/2 horas, ali appareceu a carroça da limpeza publica.

TELEGRAMMAS

Conflicto entre praças da Brigada e agentes da policia

Rio Grande, 7 - Esta madrugada, ás 3 horas, praças da Brigada Militar, armadas com carabinas e revólvers atacaram o 1º posto policial, que funcciona junto á Intendencia Municipal. A policia resisitiu, travando-se, então, um forte tiroteio, do qual resultou a morte do policial de nome Herminio Freitas, havendo, tambem feridos. Ha tempos que reina rivalidade entre as praças do destacamento da Brigada Militar e a policia administrativa. O enterro do agente Herminio se realizou, hoje, teve grande acompanhamento.

Politica federalista

Rio, 7 - Por estes dias, partirá para o Rio Grande do Sul o dr. José Julio Silveira Martins, que vae percorrer o circulo a que pertence o coronel Rafael Cabeda, em propaganda de nome deste para deputado federal.

O regresso de Edu’ Chaves

Rio, 7 - O sr. Azevedo Marques, ministro das Relações Exteriores, recebe o seguinte telegramma da Legação do Brasil em Buenos Aires: “O aviador Edu Chaves partiu hoje no vapor “Cordova”, directamente para o Rio, onde chegará domingo, ou segunda-feira. A companhia offereceu-lhe camarote de luxo.

A grafia da época está preservada nos textos acima

CRONOLOGIA

O dia 8 de janeiro na história

1915 - Primeiro uso da aviação militar no Brasil é contra os rebeldes na Guerra do Contestado.
1941 - Morre Baden Powell, fundador da organização dos escoteiros. 
1947 - Nasce o cantor David Bowie. 
1959 - Charles De Gaulle é eleito presidente da França. 
1976 - Morre o estadista chinês Chou-En-Lai. 


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895