Motins comunistas visavam tropas federais alemãs

Motins comunistas visavam tropas federais alemãs

Correio do Povo do dia 30 de março de 1921, quarta-feira, noticiava:

Renato Bohusch

Os comunistas organizavam motins pelas ruas da Alemanha.

publicidade

Agitação communista na Allemanha

Halle, 28 - A artilharia das forças do governo federal bombardeou os postos communistas situados nos morros e arredores de Eisleben, dispersando os rebeldes. A cidade de Sangernausen foi occupada, depois de ligeiro combate, pelas tropas federaes que ali dominam a situação.

Berlim, 28 - Batalhões de policia estiveram empenhados em varias occupações na maioria das cidades revolucionadas da Saxonia. Grande parte da população masculina dessas cidades fugiu, por querer a prisão, ou para reunir-se aos camaradas fugitivos, que procuram refazer-se para um novo ataque organisado, que certas rodas consideram possivel se desenvolva amanhã, em seguida ás treguas da Paschoa. As autoridades policiaes, comtudo, não acreditam no exito do movimento agora, apezar de continuarem a dar-se motins communistas.

DIVERSAS

Viação Ferrea - Sabe-se, por uma communicação transmittida á Secretaria das Obras Publicas pela firma contratante que se acham em Nova York, aguardando embarque as cinco primeiras locomotivas typo “Mikado”, das vinte contratadas com a American Locomotive Sales Corporation para a viação-ferrea. De accôrdo com o contrato, a firma obrigou-se a entregar cinco locomotivas por mez.

Pintor Parreiras - O pintor Antonio Parreiras foi, ha dias, recebido em audiencia pelo presidente da Republica, a quem offereceu a sua contribuição para a commemoração do centenario da nossa independencia. E assim que tendo de realizar em março do anno vindouro a sua exposição em Paris, trará todos os seus quadros em numero de 250, trabalho de 14 annos, para figurarem na exposição nacional do Centenario. Nesse sentido fez um memorial que entregou ao sr. presidente da Republica, memorial esse que já foi remettido á Commissão do Centenario da Independencia, tendo sido entregue ao sr. João Baptista da Costa, que sobre elle dará parecer sobre os trabalhos. O pintor Parreiras propoz-se a fazer dous quadros para o Centenario; uma reprodução do “O Fico”, para a Prefeitura, a ser inaugurado em 9 de janeiro de 1922, quando a municipalidade commemora o seu anniversario, e outro reproduzindo a “Composição do Hymno Nacional”, por Francisco Manoel que será inaugurado no edificio do Instituto Nacional de Musica, por occasião do Centenario.

TELEGRAMMAS

O problema russo - a nova orientação do governo dos “soviets”

Helsingfors, 28 - Os jornaes bolshevistas de Moscou e Petrogrado publicam artigos, pintando com cores vivas, e que parecem sinceras, as tentativas de conciliação com os anti-sovietistas sem entrega de qualquer parcela de poder na direcção politica do “Soviet”. O governo tambem appella para todos os refugiados russos que se acham no extrangeiro, para que o auxiliem, dizendo que a Russia, na obra de sua reconstrucção, deve contar não sómente com os seus operarios, mas tambem com os camponezes e intellectuais, por isto que as novas relações internacionaes obrigam a Russia aos propositos anteriores referentes a emigrantes. A questão do momento é a utilisação dos esforços dos russos refugiados no extrangeiro, visto como o seu auxilio é importantissimo na obra de reconstrucção. O”Pravda”, de Moscou, lamenta que o governo não cuidasse do aproveitamento dos intellectuais do paiz.

Moscou, 28 - O governo dos “soviets” fez grandes encommendas de locomotivas e outros materiaes ferro-viarios na Suecia e na Allemanha.

A grafia da época está preservada nos textos acima

CRONOLOGIA

O dia 30 de março na história

1746 - Nasce o pintor espanhol Francisco Goya.
1935 - Lançamento da Aliança Nacional Libertadora, no Rio de Janeiro. 
1945 - Nasce o músico Eric Clapton. 
1981 - O presidente dos EUA, Ronald Reagan, é ferido a bala em atentado.
1981 - O cantor Lindomar Castilho mata a ex-mulher Eliane de Gramont.
2000 - Os EUA aprovam ajuda à Colômbia para combater o narcotráfico. 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895