Inter e Grêmio: a base se paga

Inter e Grêmio: a base se paga

A revelação de um garoto já sustenta um ano de investimento


publicidade

Quantos jogadores de Inter e Grêmio que fizeram a final da Copinha, vencida pelo Inter, vingarão entre os titulares? 
No podcast gravado ontem ao lado dos companheiros Carlos Corrêa e Fabrício Falkowski achamos que três de cada lado.
Um tanto otimista a previsão.
Quanto cada clube gasta na base por ano? 
Entre R$ 18 e R$ 21 milhões. 
São cerca de 4,3 milhões de euros. 
Se um destes garotos der certo nos titulares já paga a conta. 
Só a gestão Romildo faturou cerca de R$ 400 milhões com a base. 
Em tese, isto paga 20 anos de investimento.
A base se paga. 
O Inter, por exemplo, certamente iria mandar desembarcar mais jogadores não fosse o sucesso da base. 
Contratará apenas mais dois. 
Porque vai usar a meninada.