Inter e Grêmio revisarão orçamento
capa

Inter e Grêmio revisarão orçamento

Tudo por causa da crise do futebol provocada pelo coronavírus

publicidade

Grêmio e Inter terão que refazer seus orçamentos para a temporada.
Do presidente do Grêmio, Romildo Bolzan: "Adequações gerais em exame".
Do vice presidente do Inter, Alexandre Chaves Barcellos: "Estamos com medidas em estudo." 
O orçamento do Grêmio para a temporada prevê receitas de R$ 341,9 milhões.
Grande parte da grana prevista vem da TV, R$ 120 milhões. 
Depois, a venda de jogadores, R$ 88 milhões e em terceiro, os sócios, R$ 75 milhões.
Segundo o empresário Jorge Machado, o futebol está parado no mundo inteiro. 
Ele acha muito difícil que algum jogador seja negociado. 
A grana a TV pode ser menor por causa do pay-per-view. 
Com a Libertadores e o Gauchão parados, poderá haver inadimplência dos sócios.
No ano passado foram R$ 300 milhões para o futebol. 
Este ano, iriam $ 257 milhões. Este valor deverá baixar.
Já o plano orçamentário do Inter para 2020 previa um faturamento de R$ 397 milhões.
As cotas de TV deixariam R$ 135 milhões.
A venda de jogadores, R$ 95 milhões.
Os sócios deveriam deixar quase R$ 90 milhões contra R$ 82 milhões em 2019.
O custo do futebol estava orçado em R$ 283 milhões. 
Pelos mesmos motivos do Grêmio, o Inter não deverá atingir o previsto. 
Nem Inter, Grêmio e nem outro clube brasileiro.