Inter, medidas "péssimas"
capa

Inter, medidas "péssimas"

"Demoraram para agir para renegociar contratos com fornecedores e o grupo de atletas"

publicidade

José Amarante atuou como vice de administração da gestão Giovanni Luigi.
Foi presidente da primeira comissão que investigou gastos na gestão do ex-presidente Piffero, entre 2015 e 2016. Tentou concorrer para presidente (para biênio 2017/18) mas ficou fora da disputa "no pátio".
Ele aceitou participar de uma entrevista neste momento complicado da vida dos clubes brasileiros.
Aqui, aprimeira questão.
Na íntegra amanhã.

Como o senhor viu as medidas tomadas pela direção do Inter diante da pandemia do coronavírus?


Amarante: Péssimas.
Demoraram para agir para renegociar contratos com fornecedores e o grupo de atletas.
Preferiram demitir dezenas de funcionários de grandes serviços prestados ao Clube, mostrando claramente a falta de gestão.
E a economia com isso foi ínfima, ficando sem sentido algum do ponto de vista de gestão, prejudicando a imagem do Clube perante a torcida e a opinião pública.