Odair foi boi de piranha
capa

Odair foi boi de piranha

E o mea-culpa dos dirigentes? Sobrou para o treinador. É mais do mesmo

publicidade

A direção do Inter se precipitou ao indicar a queda de Odair Hellmann após a derrota para o CSA na quarta-feira.
Apontou para a demissão e não teve como voltar atrás. Jogou o treinador aos leões.
Como Odair poderia comandar o time domingo, em pleno Beira-Rio, depois de ter sido fritado por Melo?
A entrevista coletiva do presidente Medeiros escancarou que a direção está perdida.
Medeiros foi de uma honestidade estonteante:
"Não fizemos nenhum contato com qualquer treinador.
Não tem perfil, não tem nome, não tem tempo.
Não sei se é tampão, até o final do ano.
Vamos trabalhar em cima desse vácuo que se criou".
O mandatário colorado cometeu uma frase chamativa:
“A gente entende que houve uma grande frustração com a perda da Copa do Brasil, do tamanho da expectativa que nós mesmos criamos”. 
Sem querer, querendo, e com outras palavras, confirmou aquilo que eu escrevi ontem aqui mesmo: Odair Hellmann caiu no dia 18 de setembro quando o Inter perdeu a Copa do Brasil.
O anunciou oficial da sua queda apenas foi adiado até ontem.
O Inter não aprendeu a lição do próprio Inter, aquela da demissão de Aguirre.
Odair foi boi de piranha.
E o mea-culpa dos dirigentes?
Sobrou para o treinador.
É mais do mesmo.