Odair prova que santo de casa também faz milagre
capa

Odair prova que santo de casa também faz milagre

Tímido, despretensioso, segue à risca o ditado que diz que elogio em boca própria é vitupério

publicidade

A coluna que antecedeu Cruzeiro e Inter registrava o seguinte:
“Para compor com Patrick tem Nonato, num esquema mais cauteloso, ou Sarrafiore, mais audacioso. Tem ainda Sobis, que anda jogando um bolão vindo de trás.”.
Odair Hellmann optou pela escalação mais arrojada: Nico, Guerrero e Sobis. Para este colunista, surpreendeu.
Aos 10min finais, com o Cruzeiro apertando o torniquete, ganhando o meio e deixando o Inter sem opção de contra-ataque, imaginei que Odair fosse sacar Nico para a entrada de Nonato.
Nova surpresa.
Aos 14min, sacou Nico e mando para campo Wellington Silva.
Com esta mudança, Odair promoveu uma revolução no confronto.
De dominado o Inter passou a dominador. 
Odair vem abrindo mão de fazer mais do mesmo, trocar seis por meia dúzia.
Tímido, despretensioso, segue à risca o ditado que diz que elogio em boca própria é vitupério.
Aconteça o que acontecer daqui para frente, já garantiu seu espaço no mercado nacional.
O cavalo colorado passou encilhado e ele montou.
Odair prova que santo de casa também faz milagre.